Coronavírus: Governo oficializa atraso e diz que dados “não retratam momento do país”

BRASILIA, BRAZIL - JUNE 05: President of Brazil Jair Bolsonaro speaks with press at Alvorada Palace on June 05, 2020 in Brasilia, Brazil. Brazil has over 614,000 confirmed positive cases of Coronavirus and OVER 34,000 deaths. (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) compartilhou em seu Twitter uma nota do Ministério da Saúde explicando a demora na atualização dos dados de coronavírus. Segundo a pasta, a divulgação anterior “não retrata o momento do país”.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

“A divulgação dos dados de 24 horas permite acompanhar a realidade do país neste momento e definir estratégias adequadas para o atendimento a população. A curva de casos mostram as situações como as cenários mais críticos, as reversões de quadros e a necessidade para preparação. Ao acumular dados, além de não indicar que a maior parcela já não está com a doença, não retratam o momento do país. Outras ações estão em curso para melhorar a notificação dos casos e confirmação diagnóstica”, publicou Bolsonaro.

O presidente, creditando o Ministério da Saúde, justificou o atraso na divulgação de dados e sinalizou que o novo horário, das 22h, será fixo. Na última sexta-feira (5), durante entrevista a jornalistas, Bolsonaro comemorou a demora: “Acabou matéria do Jornal Nacional?”.

“Para evitar subnotificação e inconsistências, o Ministério da Saúde optou pela divulgação às 22h, o que permite passar por esse processo completo. A divulgação entre 17h e 19h, ainda havia risco subnotificação. Os fluxos estão sendo padronizados e adequados para a melhor precisão”, concluiu o chefe do Executivo.