Governo arrecada R$ 32,7 milhões com concessão de ferrovia na Bahia

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Ferrovia Fiol-1 deveria ter sido entregue em 2014, quando o governo alegou falta de verba (Elói Corrêa/GovBA)
Ferrovia Fiol-1 deveria ter sido entregue em 2014, quando o governo alegou falta de verba (Elói Corrêa/GovBA)
  • Mineradora arrematou Fiol (Ferrovia de Integração Oeste-Leste) em leilão

  • Certame teve proposta única de R$ 32,7 milhões

  • Concessão vai durar 35 anos

A Bamin (Bahia Mineração S/A) arrematou em proposta única de R$ 32,7 milhões um trecho de 537 km da Fiol (Ferrovia de Integração Oeste-Leste), que vai de Ilhéus até Caetité, na Bahia. A concessão vai durar 35 anos. As informações são do G1.

Leia também:

A concessão vai trazer R$ 3,3 bilhões de investimentos, com R$ 1,6 bilhão desse valor usado para concluir as obras, que já deveriam ter sido entregues em 2014, quando o governo federal alegou falta de verba. Serão criados 55 mil empregos diretos e indiretos ao longo do período concedido. 

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) espera o início das operações da Fiol 1 em 2025. Assim, poderão ser transportadas mais 18 milhões de toneladas de carga. Na região, o minério de ferro da região de Caetité deve ser transportado por lá. 

Infra Week

O leilão de hoje foi o segundo da série de três certames de concessões em infraestrutura que o Ministério da Infraestrutura batizou de “Infra Week”. Na última quarta-feira (8) foram concedidos três blocos de aeroportos.