Gloria Pires lembra rejeição em teste por atriz "mais bonita": "Foi uma facada"

Giselle de Almeida
·2 minuto de leitura
Gloria Pires no "Conversa com Bial". Foto: reprodução/TV Globo
Gloria Pires no "Conversa com Bial". Foto: reprodução/TV Globo

Com apenas 8 anos, Gloria Pires sofreu uma grande rejeição em sua carreira: a atriz foi reprovada no teste para a novela “O Primeiro Amor” (1972) pelo diretor Daniel Filho. Na ocasião, ele justificou a decisão, alegando que havia escalado uma menina “mais bonita”, e atriz guardou mágoa.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“Aquilo pra mim foi um facada que durou muito tempo”, admitiu a intérprete, em entrevista ao programa “Conversa com Bial” da última sexta-feira (7).

Leia também:

Segundo Gloria, o diretor havia confirmado que ela havia se saído bem no teste, mas a pretendente escolhida tinha “cara de bonequinha”. “Eu entendi que eu era mais feia", brincou a atriz, aos risos.

O episódio só foi esclarecido muitos anos mais tarde, depois que os dois voltaram a trabalhar juntos em projetos de sucesso. “Cada vez que eu encontrava com ele [sentia que] aquilo estava lá guardado e adormecido em algum lugar do passado”, explicou.

O assunto veio à tona quando Daniel foi tirar satisfação com Gloria sobre uma entrevista, em que ela dava crédito ao autor Gilberto Braga, pelo papel de Marisa em “Dancin' Days” (1972), que lhe projetou nacionalmente.

Segundo ela, foi um mal-entendido: apesar de ter citado o nome do diretor, a menção não foi incluída na reportagem. “Veio tudo aquilo que estava represado, foi uma cena de novela. E ele ficou assustado”, recordou.

Daniel, que não se lembrava do caso, procurou a atriz depois da discussão e se retratou. “Ele se desculpou, e eu o perdoei. Esse muro se desfez e viramos irmãos”, contou Gloria.