Gloria Perez se revolta ao saber que filha de Paula Thomaz está no meio artístico

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL, 17/08/2018 - Gloria Perez. (Foto: Greg Salibian/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL, 17/08/2018 - Gloria Perez. (Foto: Greg Salibian/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Gloria Perez, 72, demonstrou sua revolta ao descobrir que a filha de Paula Thomaz, 51, está iniciando uma carreira artística. Thomaz foi condenada ao lado de Guilherme de Pádua, 51, pelo assassinato de Daniella Perez em 1992. A filha da autora de novelas foi morta aos 22 anos pelo então casal.

"Essa criminosa não tem limites", escreveu Gloria ao ser marcada uma rede social em uma notícia sobre a menina. "Não preservou o filho que estava na barriga, quando se fez assassina [Thomaz estava grávida de 4 meses na ocasião], e não preserva a filha de um meio onde terá sempre como referência ser a filha de uma assassina."

De acordo com a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a menina de cinco anos faz parte do casting mirim de uma agência de talentos. Ela já está fazendo campanhas publicitárias e participou do anúncio de uma marca infantil.

Na época do assassinato de Daniella Perez, ela era um dos destaques da novela "De Corpo e Alma", escrita pela mãe, e fazia par romântico com Pádua. O casal foi condenado por homicídio duplamente qualificado, com motivo torpe e sem possibilidade de defesa da vítima.

Sentenciada a 16 anos de prisão, Thomaz deixou o regime fechado em 1999, após cumprir um terço da pena. Depois, se formou em direito, se casou com um advogado e atualmente assina como Paula Nogueira Peixoto.

Pádua foi condenado a 19 anos de prisão e também cumpriu um terço da pena. Desde 2017, ele é pastor de uma igreja evangélica em Belo Horizonte. No começo do ano, ele chamou a atenção por demonstrar apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).