Gloria Maria sobre Bolsonaro: "Eu já teria apanhado ou batido"

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Globo
Foto: Reprodução/Globo

Gloria Maria ficou entre os assuntos mais comentados após uma entrevista com Pedro Bial nesta segunda-feira (18). Na ocasião, os jornalistas falaram sobre temas polêmicos, como política e racismo. Mas o momento que mais repercutiu nas redes sociais foi quando Bial quis saber como Gloria agiria se o presidente a mandasse calar a boca, assim como fez com outros jornalistas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

“Eu não calava. Ia dizer ‘vou calar quando o senhor calar também. Vamos falar juntos. Vamos conversar, eu pergunto e o senhor responde’. Cala a boca? As coisas que ouço agora para mim são impensáveis, Pedro”, respondeu a veterana.

Leia também

Logo em seguida, Gloria listou em tom de crítica outras falas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Dizer que o brasileiro está protegido (do Covid19) porque ele se lava no esgoto, para mim, é além de qualquer imaginação. Tem coisas que eu penso que não estou vivendo para ver e ouvir isso. Política eu sempre aprendi em um nível tão alto, e o que estou vendo agora é de uma tristeza”, lamentou ela.

Antes de mudar de assunto, a apresentadora do ‘Globo Repórter’ revelou que não toleraria o comportamento agressivo do presidente com a imprensa. “Graças a Deus que não cubro política mais porque eu já teria apanhado ou já teria batido. Com certeza”, afirmou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.