Globoplay anuncia novas séries e continuação de sucessos consagrados

·3 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Globoplay anunciou neste sábado (4), na CCXP Worlds 21, as novas produções para 2022 e recém-lançamentos na plataforma. Foram destacadas produções originais, séries policiais, dramas, animação adulta e novelas estrangeiras.

Carolina Lima, chefe de conteúdo e produção de originais da Globoplay, abriu o painel falando de "Verdades Secretas 2", primeira novela feita para a plataforma, e dos desafios de gravar a série. Já no ar, a produção terá os últimos episódios liberados em 15 de dezembro. "Um sucesso absoluto... tem muita gente curiosa", disse ela.

Lima destacou ainda novas temporadas de séries conhecidas dos assinantes, como "Aruanas", "Arcanjo Renegado", "Desalma" e "Sob Pressão". Lima falou que esteve na gravação da série "Arcanjo Renegado", que traz Mikhael (Marcello Melo) retornando da África para tentar provar sua inocência. "Eu estive na gravação na Rocinha e é legal que a gente traz pessoas reais para dentro da série", disse.

O streaming anunciou também séries novas em seu catálogo, tanto originais Globoplay quando internacionais. Os principais destaques são "Rensga Hits", que terá Alice Wegmann como protagonista e várias referências a artistas reais, e "As Aventuras de José Durval", inspirada na vida e canções de Chitãozinho e Xororó.

Outra novidade é a série "Rio Connection" com atores brasileiros e estrangeiros, gravada totalmente em inglês em parceria com a Sony, que conta a história de três mafiosos que vêm para o Brasil para fazer tráfico internacional de drogas, na década de 1970. "A reconstituição do vestuário é incrível", afirmou Lima, sem dar muitos detalhes

Entre as estreias estão ainda "O Símbolo Perdido", baseado no livro de mesmo nome do escritor Dan Brown, e a nova adaptação da série "A Ilha da Fantasia". As franquias "FBI" e "NCIS: Hawai", que estão há muito tempo no mercado, também foram adicionadas ao catálogo. Além de novelas mexicanas e portuguesas, como "Ouro Verde", vencedora de um Emmy Internacional e que já foi veiculada na Band.

Lima falou também série "La Brea", chamada de nova "Lost", que conta a história de uma família, sendo que parte dela cai em uma imensa cratera que se abre no meio de uma rua, em Los Angeles. Já para os fãs de animação, a novidade é a "The Freak Brothers", que narra as aventuras mostra três irmãos que zombam da política.

Considerada um dos grandes eventos de cultura pop no Brasil, a CCXP terá neste ano 60 horas de conteúdo disponível pela plataforma do evento neste sábado e no domingo (5). Em 2020, o evento chegou a ter 150 horas de conteúdo, mas agora estará com um nível mais elevado, segundo Roberto Fabri, CCO da Omelete Company, empresa organizadora e idealizadora da CCXP.

Com isso, a organização espera ter um aumento de aproximadamente 20% no número de acessos na comparação com 2020. Na ocasião, 3,5 milhões de pessoas participaram do festival, com um alcance em 139 países e cerca de 30 milhões de visualizações. "A gente diminuiu o volume de conteúdo para priorizar a qualidade", afirmou Fabri. "Realmente o filé do filé".

Neste ano, é possível assistir gratuitamente à programação. Entretanto, há a opção de comprar ingressos por R$ 50, que permitem uma experiência ampliada. As principais empresas da indústria audiovisual, como Warner, Sony, Paramount, Netflix, HBO Max e Amazon Prime, confirmaram participação e devem promover lançamentos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos