Globo vai demitir os funcionários que não se vacinarem contra a covid-19

·2 minuto de leitura
Fátima Bernardes e Fernanda Montenegro na campanha
Fátima Bernardes e Fernanda Montenegro na campanha "Vacina Sim", do grupo Globo (Foto: Divulgação / Globo e Reprodução / Instagram @fatimabernardes)

A política pró vacina da TV Globo não é apenas para os espectadores verem. A empresa comunicou aos funcionários que quem não apresentar o certificado de vacinação contra a covid-19 pode ser demitido nos seguintes meses.

O canal segue os passos de grandes corporações como Google, Netflix, Uber, McDonald's, Disney, Facebook, Twitter, Apple e prefeituras importantes pelo Brasil como a de São Paulo e do Rio de Janeiro. Nas duas capitais, a imunização já está entre os adolescentes e pessoas mais jovens devem ser completamente vacinados até outubro. 

Leia também:

Segundo informações obtidas pela “Folha de São Paulo”, o comunicado a imunização é obrigatória para todos os funcionários. A exceção se dá aos que, por razões médicas, são indicados para não receber nenhum dos imunizantes disponibilizados pelo Governo Federal.

O conglomerado de mídia afirma que a presença de funcionários não vacinados pode colocar em risco a saúde de outros funcionários e a operação da empresa.

No Brasil, segundo a Lei Nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, promulgada pelo presidente da república Jair Messias Bolsonaro (sem partido), a vacinação é compulsória, ou seja obrigatória, “para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional”.

Dá justa causa?

Ainda segundo dados da “Folha”, funcionários que já foram demitidos por justa causa por se recusarem a se imunizar contra a covid-19 já entraram na justiça do trabalho contra os contratantes. Decisões preliminares já garantiram o ganho de causa ao empregador.

Dados da Datalawyer, a pedido do jornal, dão conta que ao menos 2.704 processos trabalhistas sobre o tema já estão em curso pelo país e espera-se que ao assunto chegue a estâncias superiores para se criar uma jurisprudência sobre o tema.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos