Globo toma decisão definitiva sobre Cassia Kis depois de falas homofóbicas da atriz, diz colunista; emissora se posiciona

Cassia Kis foi vetada de participar programas da Globo após dar uma entrevista com declarações homofóbicas e contra o aborto. "Cancelada" nas redes sociais, a intérprete da Cidália da novela "Travessia" foi procurada pelas equipes do "Domingão com Huck" e "Fantástico" para uma entrevista, porém em seguida as produções resolveram declinar do convite, de acordo com o portal "Notícias da TV".

Procurada pelo Purepeople, a emissora afirmou que não procede tal veto em programas. Já segundo a publicação, a ideia da emissora carioca é que a artista não dê novas declarações, visando impedir que Cassia volte a fazer comentários controversos, o que poderia afetar o desempenho da trama das nove.

O veto impede que a atriz também fale a respeito de sua personagem em "Travessia" e foi esticado ao "GShow" e aos matinais "Mais Você" e "Encontro", que não sairá mais do ar durante a disputa da Copa do Mundo. Após as declarações, Cassia ainda discutiu com a apresentadora da GloboNews Leilane Neubarth, e minimizou o "selinho" que trocou com Lúcia Veríssimo depois que a atriz resgatou a foto para rebater as falas da artista.

Cassia Kis fez declarações polêmicas sobre relações homoafetivas

Em entrevista a Leda Nagle, a atriz deu uma série de declarações polêmicas, incluindo frases envolvendo crianças. "Não existe mais o homem e a mulher, mas a mulher com mulher e homem com homem, essa ideologia de gênero que já está nas escolas....

Veja mais


Veja também

Globo toma atitude definitiva sobre 'Encontro com Patricia Poeta' durante a Copa do Mundo
'A Infância de Romeu e Julieta': novela do SBT tem galã da Globo e decisão importante sobre casal
Justiça espanhola toma decisão sobre processo de Neymar e jogador se manifesta nas redes sociais