Globo mantém prêmio do BBB 23 em R$ 1,5 milhão, mas marcas poderão turbinar valor

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Globo confirmou nesta sexta-feira (2) que o campeão do BBB 23 poderá ganhar um prêmio maior que seus antecessores. Segundo a emissora, os participantes do reality show verão o prêmio mudar ao longo da temporada, o que abrirá a possibilidade de garantir uma quantia maior de dinheiro.

Sem dar muitos detalhes, a emissora deixou no ar que a dinâmica deve envolver o número de vezes que o confinado conseguir fugir da eliminação. "Mais do que nunca, escapar dos paredões e resistir mais tempo no game será fundamental", diz comunicado do canal.

Apesar do mistério, a emissora distribuiu ao mercado publicitário um plano comercial que pode esclarecer algumas coisas. O material diz que o valor de R$ 1,5 milhão, que é o mesmo desde 2010 e perdeu mais da metade do poder de compra ao longo dos anos, poderá ser "turbinado" por algum dos patrocinadores da atração.

Em troca de inserções comerciais no programa, a empresa que comprar essa cota poderá conceder um prêmio fixo em dinheiro para quem for escolhido pelo público para voltar do paredão. Desse modo, quanto mais alguém é deixado na casa pelo público ao longo das semanas, sem fugir dos embates, maiores as chances de essa pessoa ter uma premiação final maior.

A Globo também confirmou que, assim como vem ocorrendo desde 2020, os participantes serão divididos em Camarote (grupo formado por famosos que são convidados) e Pipoca (com anônimos que se inscreveram e passaram por seleção. O programa tem previsão de estrear no dia 16 de janeiro e deve ter duração de 100 dias.