Mãe de Maisa dispensa funcionária e pede ajuda à filha: "Vamos unir forças?"

Gislaine pede ajuda à Maisa com as tarefas de casa. Foto: Reprodução/Instagram (@maisa)

Em tempos de auto-quarentena para evitar o aumento de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19), Gislaine Silva, mãe da apresentadora Maisa, decidiu liberar a funcionária que a ajuda com as tarefas de casa e pediu para a filha de 17 anos contribuir com a organização para manter a ordem no lar.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

A própria Maisa mostrou como Gislaine a informou da decisão e fez o pedido. “Minha mãe é perfeita. Ela fez uma listinha das coisas que são minha obrigação (de todos os dias), mas que, por conta da minha rotina corrida e por termos ajuda aqui em casa, muitas vezes eu não faço, e de algumas coisas a mais para a gente se ajudar aqui em casa. Ela é muito fada”, escreveu a apresentadora na legenda das fotos que mostram o bilhete escrito pela mãe.

Leia também

“Oi, filha amada! Vamos unir forças? Falei para Nice ficar na casa dela nesse período crítico que nosso país e o mundo se encontram. Desde pequena sempre te ensinei a pensar não somente em nós, mas também no próximo. Então, para você, isso não é novidade, não é mesmo?”, disse Gislaine no bilhete.

De acordo com Maisa, os pedidos da mãe eram em coisas básicas. “Não deixar nada no chão, arrumar meu quarto, levar o lixo do banheiro, etc. Mas o fato de ela ter escrito esses dois post-its antes que tornou tudo muito mais fofo, por isso postei só essa parte”, explicou.

Antes disso, Maisa já tinha dito que ainda ia trabalhar até quinta-feira (18) e depois entraria em quarentena. “Depois de quinta eu entro na quarentena e vou ver muitas séries, filmes, ler pra projetos futuros e também vou tentar fazer uma limpa aqui em casa de makes, roupas e sapatos. Quero fazer disso um tempo produtivo”, disse.