Giselle Itié diz que chegada de filho estreitou ainda mais laços com sua mãe

BEATRIZ VILANOVA
***Arquivo***SÃO PAULO, SP, BRASIL, 15-06-2011 - A atriz Giselle Itié durante a São Paulo Fashion Week 2011, em São Paulo (SP). (Foto: Mastrangelo Reino/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O nascimento de Pedro Luna no início de março deste ano, fruto do relacionamento de Giselle Itié, 37, e Guilherme Winter, 40, fez com que os laços familiares da atriz com sua mãe, Sandra, se estreitassem.

Com seu companheiro viajando a trabalho, Itié tem passado o período de isolamento com seu filho e sua mãe. "Minha mãe está sendo minha anjinha. Ela tem me ajudado muito. Estou eu, meu filho e a minha mãe aqui. Ela tem cozinhado bastante -o que deixa o leite do Pedro mais delicioso ainda", conta ela, emocionada.

"Nós temos uma relação muito de mãe e filha, somos muito ligadas. Já estamos isoladas há mais de um mês aqui, então temos 'dias e dias'. Mas dá pra trabalhar, cuidar de casa e ser mãe graças à ajuda da minha mãe -caso o contrário, não seria possível", completa.

Em seu primeiro Dia das Mães com o filho nos braços, neste domingo (8), a solução para matar a saudade da família é fazer uma chamada de vídeo com todos os entes queridos. Ela agradece o que chama de privilégio por poder passar a quarentena em casa, protegida e alimentada.

"Só sinto muita falta de dividir esse momento mágico, desses primeiros meses de vida do meu filho, com meu pai, com meus irmãos, com a outra avó etc. Mas o Pedro vai descobrindo a família pelas chamas de vídeo, todos os dias", conta.

Sem poder sair, ela aproveita o refúgio em casa para conhecer ainda mais seu bebê de dois meses e se desenvolver como mãe. "Meu filho está me salvando desse isolamento e de tudo isso que tem acontecido no mundo. É um grande presente poder passar esse isolamento com um bebê tão lindo", diz Itié.