• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso agradecem apoio após ataque de racismo

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Bruno Gagliasso e família © Instagram credit:Bang Showbiz
Bruno Gagliasso e família © Instagram credit:Bang Showbiz

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso agradeceram o carinho que têm recebido após o caso de racismo contra os seus filhos.

O caso ocorreu quando o casal almoçava com família em um restaurante, na Costa da Caparica, em Portugal, no último sábado (30), e uma mulher ofendeu dois de seus filhos, Títi e Bless, além de desferir comentários racistas contra um grupo de turistas angolanos que também frequentava o local.

Bruno e Giovanna recorreram às redes sociais para agradecer publicamente às mensagens de apoio que vêm recebendo desde que o ocorrido viralizou nos portais de notícia.

‘’Aos amigos, seguidores, imprensa e a todos que nos mandaram mensagens, ligaram e nos apoiaram nesses dias... A gente vai ser o mais simples possível: nosso muito obrigado! Estamos cuidando dos nossos filhos, nos cuidando e tomando todas as providências possíveis. Somos conscientes de todos os nossos privilégios e sabemos (sabemos mesmo) que apenas por sermos brancos tivemos tamanha comoção’’, dizia o início da legenda.

Durante o texto, ambos afirmaram que irão utilizar de seus privilégios para que outras pessoas que passam pela mesma situação não se calem.

‘’Nós lutamos, nós choramos. E nós podemos gritar. Portanto, queremos, mais uma vez, lembrar que famílias pretas gritam todos os dias diante destes crimes e violências - verbais ou físicas. E muitas vezes famílias que se silenciam, porque sabem que seu grito não é ouvido’’, lamentou o casal.

‘’Agora estamos com nossos filhos do lado – com todo o amor que podemos dar a eles – para que que eles saiam fortes perante o que viram e ouviram. Pedimos respeito a este momento pois o que gente ouviu dói na alma, mais que um soco. E dói em nossos filhos e em muita gente que vive isso o tempo inteiro, em todo o mundo. Seguiremos, serenos, com amor. E caminharemos deste nosso lugar de privilégio nos comprometendo a seguir combatendo ativamente na luta antirracista pois, mais uma vez: racismo é crime", finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos