Giovanna Ewbank cita importância de entrevista com Angélica em podcast: 'Um gatilho'; entenda

Giovanna Ewbank falou sobre o sucesso do podcast 'Quem Pode, Pod' (Foto: Agnews)
Giovanna Ewbank falou sobre o sucesso do podcast 'Quem Pode, Pod' (Foto: Agnews)

Resumo da Notícia:

  • Giovanna Ewbank se dedica a projetos como apresentadora

  • Mulher de Bruno Gagliasso comanda o podcast 'Quem Pode, Pod'

  • Artista destacou aprendizado com os convidados do programa

Atualmente, Giovanna Ewbank comanda o podcast Quem Pode, Pod ao lado de Fernanda Paes Leme. O primeiro episódio teve a participação de Bruno Gagliasso, marido da apresentadora. Animada com o novo projeto, a artista comemora o sucesso e aprendizado com os diferentes convidados.

"Todos os papos ali me atravessam de alguma maneira. Acho que hoje nós temos muitos recursos, temos muitas maneiras de saber diversos temas. E acho que todos os convidados tão vindo muito preparados, com coisas muito legais pra dizer", afirma ao Yahoo durante o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.

"Todas as entrevistas ali me atravessam de uma maneira diferente, seja por algo que eu já sabia ou por algo que eu fiquei sabendo durante a entrevista, como por exemplo, quando a Angélica foi e falou sobre abuso sexual. E que me deu um alerta ali, um gatilho. Acho que todas as entrevistas tão sendo muito importantes, tanto pra mim quanto pra Fernanda quanto pro entrevistado. Acho que a gente tá realmente trocando experiências e e trocando uns aos outros", acrescenta.

Giovanna fala ainda sobre sua carreira de atriz. Ela pode ser vista na reprise de "A Favorita (2008)" no papel de Sharon. Ewbank também viveu Marcinha em "Malhação" (2007) e Suely em "Escrito nas Estrelas" (2010). "Minha paixão é apresentar, é algo que gosto muito, mas nunca vou deixar de atuar", garante.

Como surgiu a ideia do podcast?

Giovanna Ewbank conta como teve a ideia de criar o podcast. "Fiquei durante dois anos sem gravar, fiquei imersa na maternidade e tudo bem. Queria voltar com algo diferente e durante esses dois anos o podcast bombou, comecei a escutar muito, comecei a consumir e veio a ideia do 'Quem Pod, Pode'", explica.

"Estamos em um ambiente de troca de experiências. Estou ali trocando, a Fernanda tá trocando, os convidados estão trocando e assim, é isso. Podemos falar sobre temas importantes, temas que são necessários e a gente tá trocando experiências, então acho que esse é a diferencial", destaca.