• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Giovanna Chaves comenta fama de vilã e transição para a fase adulta: "Sei que tenho cara de chata"

·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Giovanna Chaves, de 19 anos, começou na TV muito novinha, mas já acumula uma quantidade considerável de trabalhos como vilã na dramaturgia. Ao Yahoo Entrevista, ela afirma que crescer em frente às câmeras e lidar com um público de diferentes idades, que sempre se renova com as reprises do SBT, não é uma tarefa fácil. A atriz acredita, inclusive, que muitos misturam ficção com realidade.   

"Acho que se as pessoas não gostam de mim ou eu tenho essa imagem é porque estou fazendo um trabalho bem feito, né? Porque se eu parecesse ser boazinha, legal, eu não ia ser mais convidada para fazer vilã nenhuma", afirma ela, que se destacou em "Cúmplices de um Resgate".

Leia também

Quando as críticas às personagens dão margem para ataques de ódio, Giovanna revela buscar apoio na família. Ela diz que não leva tudo em consideração, mas alguns comentários machucam especialmente. 

"Você fica com esse sentimento de injustiça. Às vezes, eu me sinto injustiçada porque fico pensando: 'Essa pessoa não me conhece. Como ela sabe mais da minha vida do que eu mesma? Será que tenho que provar para essa pessoa que não sou assim?'", explica.

Sobre crescer com o Brasil inteiro olhando, Giovanna acredita que existem pontos positivos e negativos. De acordo com a jovem, o lado bom é saber que marcou a vida dos fãs e continua na mídia por ter feito um bom trabalho. A parte complicada é ficar rotulada, como se não tivesse liberdade para crescer e dar "cabeçadas".

"Acho que todo artista mirim passa por essa transição e choca todo mundo", diz ela, que costuma usar a música para expressar o que sente. "Estou compondo um álbum para lançar no ano que vem que fala como se fosse um desabafo mesmo sobre toda a minha carreira, tudo o que passei, sobre amores. Acho que as pessoas vão entender melhor essa transição", completa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos