Gina Lollobrigida, morta aos 95 anos, veio ao Brasil para entrevistar Pelé e Falcão

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Poucos sabem, mas Gina Lollobrigida, musa italiana morta aos 95 anos, trilhou carreira como repórter e fotojornalista depois de começar um gradual afastamento das telas de cinema. Foi nessas funções que ela visitou o Brasil em novembro de 1985, para produzir conteúdo para o programa dominical que mantinha na RAI, a emissora estatal italiana.

O objetivo era conversar com Paulo Roberto Falcão, jogador do São Paulo que havia deixado o Roma, da Itália, há pouco tempo. Às vésperas de uma partida do time contra o Ponte Preta, Lollobrigida encontrou com o atleta no estádio do Morumbi.

Inicialmente marcada para as 11h, a entrevista começou com duas horas de atraso, já que Falcão ficou preso no vestiário para uma conversa de duas horas com o então técnico Cilinho, segundo reportagem da Folha de S.Paulo publicada à época.

"Me desagrada muito ver que o Falcão não está jogando aqui no São Paulo", disse à imprensa brasileira. Ela não poupou elogios ao atleta, dizendo que ele era "um jogador magnífico, maravilhoso, que todos os italianos gostariam de ver em seus times de preferência".

Na época, havia mistério sobre a participação de Falcão na próxima partida do São Paulo, já que ele não atuava como titular da equipe.

Tentando fugir da imprensa brasileira, ali também para vê-la, Lollobrigida disse que precisava se concentrar nas perguntas e preparar a entrevista, enquanto esperava pelo atleta.

Apesar da atenção que chamou, a musa italiana, então com 56 e já distante dos anos áureos do cinema, não foi reconhecida por muitos dos jogadores do São Paulo. "O que ela faz?", perguntou Muller, de acordo com a reportagem da Folhade S.Paulo.

"Sabe como é, minha mulher está grávida de dois meses e não me deixa nem olhar para os lados", disse ainda Pita.

No dia 14 de novembro de 1985, após a visita de Lollobrigida, ela foi destaque neste jornal, com sua foto ao lado de Falcão estampando a primeira página.

Antes disso, numa parte menos midiatizada de sua passagem pelo Brasil, a musa italiana esteve no Rio de Janeiro para entrevistar Pelé, também para seu programa dominical na RAI. Ela ficou hospedada no Copacabana Palace. Para falar com o rei, ela foi a um coquetel no apartamento do empresário Alfredo Saad.