De Gilberto Gil a Paulo Vieira, famosos criticam Bolsonaro no 7 de setembro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os famosos usaram as redes sociais neste 7 de setembro para comentar o Dia da Independência do Brasil, criticar o presidente Jair Bolsonaro (PL) em atos em Brasília e reforçar seu posicionamento político. O presidente beijou a primeira-dama Michelle Bolsonaro na boca no palanque e puxou o coro "imbrochável" em ato, em Brasília.

A atriz Letícia Sabatella compartilhou nos stories do Instagram a foto de um post do Instituto Marielle Franco que mostra uma faixa nos Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro, que foi colocada por movimentos sociais com a frase: "Independência é um Brasil sem fome". Em outra publicação no feed do Instagram, a atriz aparece usando uma camiseta com a frase: "Eu voto na Amazônia Viva".

Na legenda da foto, ela pede nenhuma gota a mais de sangue indígena e arma contra a população das favelas. "Liberdade aos que ainda são escravizados! Dignidade a todos os cidadãos! Justiça histórica aos oprimidos! Reparação aos negros e pardos pelos danos da colonização! Independência é vida."

Gilberto Gil compartilhou um vídeo antigo dele no Instagram dizendo que o papel do Brasil é o da fraternidade universal e ser potência solidária. Na legenda do vídeo o cantor escreveu: "200 anos de independência do Brasil e seguimos na luta pela construção da nossa nação fraterna e solidária com o potencial de todas as nações."

Mano Brown comentou o post de Gil com um emoji de um diamante. "Amo você, sua palavra, sua voz! Obrigada por nos ensinar a Independência que necessitamos para ser!", escreveu Sabatella na postagem de Gil. Já Paulo Ricardo disse: "Gil imortal"

O cantor Paulo Ricardo compartilhou na rede social a imagem de uma bandeira do Brasil feita pelo artista Zilando Freitas com a música "Juvenila", do RPM. "Parabéns meu Brasil, 200 anos de uma história linda e louca, e que a gente volte a sorrir como esta bandeira do saudoso amigo, artista Zilando Freitas!", escreveu o artista. Deia Lucia, mãe do ator Paulo Gustavo, comentou: "Amigo essa bandeira é nossa. Fora Bolsonaro."

Felipe Neto criticou Bolsonaro por puxar em ato o coro: " imbrochável". Ele também comparou a fala do atual presidente com a do ex Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que disse: "Tenho fé que o Brasil vai recuperar sua bandeira, soberania e democracia."

Em outra postagem, o influenciador usou uma frase da escritora feminista Simone de Beauvoir para criticar Bolsonaro. "Ninguém é mais arrogante em relação às mulheres, mais agressivo ou desdenhoso, do que o homem que duvida de sua virilidade."

O humorista Paulo Vieira também criticou o presidente na rede social. "Todo mundo sabe que o problema do Bolsonaro é fálico. É falta do dele, de outros", escreveu Vieira. O cantor Johnny Hooker comentou a publicação: "Freud explica."

Já a atriz Bruna Marquezine compartilhou nos stories do Instagram as publicações de Letícia Sabatella e Gilberto Gil.