Gilberto Gil é vacinado contra o coronavírus

·2 minuto de leitura
Gilberto Gil se apresenta em Viena, Áustria, em 5 de julho de 2019

O cantor e compositor Gilberto Gil recebeu nesta sexta-feira (12), aos 78 anos, a primeira dose da vacina contra o coronavírus CoronaVac, para viver "confiante no futuro".

"Primeira dose da Coronavac aplicada pelos atenciosos profissionais do 5º centro de saúde Clementino Fraga aqui em Salvador", publicou sua equipe em suas redes sociais, junto a um curto vídeo em que o ícone da MPB é visto de máscara recebendo sua primeira injeção da vacina chinesa.

"Queremos viver confiantes no futuro", diz a mensagem que acompanha o vídeo, que no Instagram traz ao fundo a música "Andar com fé", um dos maiores sucessos do artista.

"Até que todos estejam em segurança, é fundamental que a gente permaneça com o senso de responsabilidade coletiva, fazendo uso de máscaras e álcool em gel e evitando aglomerações. #EquipeGil #DefendaOSUS #VivaOSUS", completa a mensagem.

Gil recebeu a primeira dose do imunizante poucos dias depois de seus colegas Caetano Veloso (78 anos) e Chico Buarque (76) terem sido vacinados no Rio de Janeiro.

"Sempre acho que vacinar-se é o certo. Em três meses tomo a segunda dose" da vacina britânica da AstraZeneca/Oxford, disse Caetano em 4 de março em suas redes sociais ao compartilhar o vídeo de sua vacinação.

Desde que o processo de imunização começou há quase dois meses, outras figuras importantes da música brasileira foram vacinadas, entre elas a cantora Elza Soares (90), as sambistas Nana Caymmi e Tia Surica (ambas de 80), o compositor Nelson Sargento (96) e o músico Paulinho da Viola (79).

Com mais de 275 mil vítimas fatais e 11,3 milhões de infecções, o Brasil vive o pior momento da pandemia, com aumento de mortes e casos, uma lenta campanha de vacinação e um sistema de saúde à beira do colapso, em que mais da metade dos 26 estados mais o Distrito Federal têm mais de 80% de ocupação dos leitos em suas unidades de terapia intensiva.

val/ic/am