Gil do Vigor retorna à PhD na Califórnia com "bolsa milionária"; Entenda

·3 min de leitura
Gil do Vigor no programa da Ana Maria Braga
Gil do Vigor no programa da Ana Maria Braga

O ex-BBB Gil do Vigor, que também é economista, anunciou nesta quarta-feira (20) que vai retornar ao seu PhD na Califórnia. A boa notícia ainda veio acompanhada de outra novidade: para estudar, Gil receberá uma bolsa de mais de R$ 1 milhão. "Estou retornando ao meu PhD e com bolsa! Estou emocionado, mais de um milhão de reais em bolsa para poder me dedicar ao que mais amo. É isso aí, a educação salva!", escreveu. Gilberto começa os estudos em agosto.

Muitas pessoas aproveitaram os comentários para indagar Gil sobre "bolsa milionária" (mesmo que o valor ainda precise ser revertido em dólar) e mostraram estranheza com montante destinado à pesquisa. "Gosto muito dele....mas bolsa ?! quando que ele precisa de bolsa????olha tem coisa que seria melhor nem ver", escreveu um seguidor. Outros rebateram: "Pesquisa é trabalho. Essa bolsa é o salário dele por se dedicar à pesquisa. Ninguém trabalha de graça".

A professora Daniela Gomes, que mora nos Estados Unidos e tem vivência no assunto, aproveitou sua rede social para explicar algumas questões. "As pessoas estão dizendo que ele deveria abrir mão pra quem precisa. Mas bolsa de PhD aqui não funciona assim", disse.

Dani elucidou que o mestrado nos EUA não é tão valorizado. Por outro lado, o PhD e doutorado denotam um prestígio especial para as instituições. "Em instituições focadas na pesquisa, como é caso dessa do Gil, cada aluno de doutorado que conclui o programa gera mais prestígio pra universidade e com isso mais dinheiro que vem de verbas governamentais, institutos de pesquisa e mesmo da iniciativa privada que patrocina departamentos".

Ou seja, a universidade precisa de alunos que terminem o doutorado de forma bem-sucedida para gerar mais recursos para a instituição. A professora ainda ressaltou o desgaste que um PhD representa na vida social, financeira e física de uma pessoa. Aqui entra a bolsa: "Essa bolsa não é por situação financeira, mas sim pra que o aluno se dedique exclusivamente ao doutorado. Se você vai passar horas estudando, às vezes até dormindo na universidade você precisa de grana".

Em números

Daniela ainda explicou que com a cotação, a "bolsa milionária" vira cerca de 200 mil dólares, sendo que o programa dura cinco anos. "Sem bolsa não é o Brasil que está lascado, seria o Gil. Isso porque você ainda tem que se manter acima da média para não perder a bolsa", finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos