Gianecchini reforça sexualidade ampla: 'Atitude política'

Reynaldo Gianecchini dá beijo em si mesmo em capa de revista (Foto: Victor Affaro)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Reynaldo Gianecchini, 47, voltou a falar sobre sua sexualidade. Desta vez foi em entrevista à revista ‘Pop-se’, que divulgou um trecho da entrevista com o ator no qual ele diz que prefere não se definir e nega que tenha afirmado ser gay.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus emails em um só lugar

E nos siga no Google News: Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

“Não assumi que sou gay”, diz à revista. “Falei que sou tudo. Que é muito amplo, que cabe tudo dentro de mim, que não me encaixo em nenhuma gaveta”, completa.

Leia também

“É uma atitude política falar isso hoje em dia”, explica. “A sociedade é muito careta. O Brasil é um país preconceituoso, racista e reprimido”.

Em setembro de 2019, o ator causou alvoroço na internet ao dar uma entrevista ao jornal ‘O Globo’ na qual assume pela primeira vez que já havia tido relações sexuais e amorosas com outros homens. “Já tive, sim, romances com homens”, revelou na ocasião. “Mas a sexualidade é muito mais ampla”.

“Eu reconheço todas as partes dentro de mim: o homem, a mulher, o gay, o hétero, o bissexual, a criança e o velho”, analisou. “As pessoas são levianas. Querem te encaixar numa gaveta, e eu não consigo”.