Gerson King Combo: 5 músicas para conhecer o "James Brown brasileiro"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Gerson King Combo (reprodução)
Gerson King Combo (reprodução)

Morreu Gerson King Combo, aos 76 anos, nesta terça-feira (22), no Rio de Janeiro. Pioneiro da soul music no Brasil e chamado por muitos de "James Brown brasileiro", o artista faleceu em consequência de infecção generalizada e de outras complicações causadas pela diabetes.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Nascido em 30 de novembro de 1943, o músico carioca começou a sua carreira nos anos 1960. Por influência do irmão mais velho, Getúlio Cortes (autor de hits da Jovem Guarda como “Negro Gato” e “Quase Fui lhe Procurar”), foi um dos dançarinos do programa Jovem Guarda, de Roberto Carlos.

Leia também

Inserido no meio da música, integrou grupos como Renato e Seus Blue Caps e Fevers, cantou nas bandas de Wilson Simonal e Érlon Chaves, ajudou a fundar a Banda Black Rio. Mas a sua consolidação viria mesmo em carreira solo, quando assumiria o nome de Gerson King Combo.

Relançados recentemente por Charles Gavin, do Titãs, os dois primeiros discos do artista - "Gérson King Combo Volume I" (1977) e "Gerson King Combo - Volume II" (1978) - são trabalhos essenciais da música brasileira. Caso você ainda não os conheça, indicamos que ouça cinco músicas abaixo para começar.

Pra lá de Normal

A parceria com Wilson Simonal foi determinante no início da carreira de King Combo. “Viajei com Simonal para os Estados Unidos, foi lá que conheci o movimento que os negros estavam fazendo na música e na política, Martin Luther King, James Brown e Malcolm X”, contou ao Jornal do Commercio. Após a excursão com Simonal, ele gravou um compacto, refletindo tudo o que viu no exterior, sob o nome Gerson Cortes.

Mandamentos Black

O primeiro disco solo de King Combo conta com o seu maior hit, “Mandamentos Black”. A música foi celebrada por Babu Santana durante a sua participação no Big Brother Brasil neste ano.

Tenho Um Vulcão Dentro de Mim

O segundo disco solo contou com um hit solo mais soltinho, "Tenho Um Vulcão Dentro de Mim". Perfeita para as pistas, a música conta a história de uma grande pancadaria no meio do baile.

Jingle Black

No campo dos singles, nenhum foi mais importante que o de 1977, “Jingle Black”, que começa com um discurso antirracista do cantor e celebra o Natal ao som de funk.

Melô do Hulk

Em 1979, King Combo lançou o hit bem-humorado "Melô do Hulk", que homenageia o super-herói da Marvel. "Ninguém me segura, eu posso virar o Hulk".

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos