George Floyd: vídeos mostram policial sendo espancado e outro sendo atropelado durante protestos em NY

Um policial foi atropelado violentamente em Nova York: jogado para cima pelo impacto, rodou no ar antes de cair no meio do cruzamento

Dois vídeos chocantes mostram violência contra policiais de Nova York na noite desta segunda-feira, em meio aos protestos pela morte de George Floyd, asfixiado por um agente em Minneapolis. Em um deles, postado nas redes sociais e divulgado pela imprensa americana, um carro sedan preto atinge violentamente um oficial que sai de uma viatura para aparentemente controlar o trânsito em um cruzamento. Ele é jogado para cima pelo impacto e roda no ar antes de cair no chão desacordado. De acordo com o "New York Post", o policial foi levado para o Hospital Bellevue e "espera-se que ele sobreviva".

AVISO: AS IMAGENS SÃO FORTES

 

 

Em outro vídeo, uma pessoa de camisa vermelha joga um objeto de metal grande em um agente, enquanto ele luta com outro homem no chão. Uma terceira pessoa pega o mesmo objeto e bate no oficial novamente. O grupo foge quando ele consegue se levantar a saca sua arma - embora não pareça ter apontado para nenhum de seus agressores.

As imagens foram compartilhadas no Twitter pela Sergeants Benevolent Association, uma associação de policiais de Nova York, com uma crítica aos manifestantes que desde a semana passada protestam nos Estados Unidos contra a brutalidade policial dirigida aos negros no país. "Policial de Nova York atacado no Bronx (bairro da cidade). Acho que os críticos agora dirão que ele exagerou. Policiais de Nova York, defendam-se! Vocês estão sozinhos!".

 

 

 

Os incidentes violentos contra policiais ocorreram numa noite em que o prefeito da cidade, Bill de Blasio, instituiu um toque de recolher às 23h (horário local), na esperança de controlar a violência vista no fim de semana. Mas não parece ter funcionado: houve relatos de incêndios e saques em várias partes de Nova York. Em resposta, De Blasio anunciou outro toque de recolher para esta terça-feira, a partir das 20h.

 

 

 

 

Os protestos surgiram em todo o país em resposta à morte de George Floyd, um homem negro que morreu na última segunda-feira depois que um policial branco se ajoelhou em sua garganta por vários minutos  ao prendê-lo. Embora tenham começado em grande parte pacificamente, muitos deles se tornaram violentos à noite, com confrontos intensos entre multidões e policiais, saques e incêndios.