1 / 6

Garotinho bullying lancheira

Reprodução/Facebook David Pendragon

Garotinho sofre bullying por "lancheira de menina" e recebe o melhor apoio do primo (e da internet)

Em pleno 2018, o bullying infantil ainda é uma realidade, principalmente por definições de gênero para itens usados pelas crianças na escola. Uma delas é Ryker, garoto de 10 anos que sentiu na pele a crueldade dos colegas por conta de sua lancheira favorita.

Leia mais: Estudo revela porque os homens são mais propensos a fazer bullying na internet

A história foi contada no Facebook por seu primo, David Pendragon. “Ryker, que ama gatos, estava muito animado com sua nova lancheira. Infelizmente por causa das cores dela, ou por causa dos gatos da estampa, ou ambos, ele foi zoado pelos outros meninos da classe”, dizia o post.

David segue dizendo que o menino queria parar de usar a lancheira para não ser mais alvo de piadas, foi então que ele decidiu mostrar seu apoio ao pequeno Ryker. Ele comprou a mesma lancheira que o menino para levar para o trabalho e ao compartilhar a imagem, a internet respondeu da melhor maneira. “Decidi mostrar a ele que homens podem amar o que quiserem e não devem ter medo de expressar esse amor”, completa David.

O escritório em que trabalha é extremamente corporativo e conservador e ao contar a história do primo aos colegas, todos se mostraram seu apoio a Ryker. Diversos usuários mostraram que também adquiriram a mesma lancheira, mandando palavras positivas para o menino. “Diga ao Ryker que a lancheira é legal demais para os bombeiros e para meu enteado”, comentou um bombeiro com a sua.

Leia mais: Segundo estudo, programas de TV podem ajudar a combater suicídio e assédio entre adolescentes

O interessante é que a lancheira em questão se esgotou nas lojas após o post de David. “Aqui está Ed indo para o trabalho com sua nova lancheira. A lancheira igual a de Ryker não consegui encontrar em nenhum lugar, mas comprei essa no lugar”, disse outra internauta.