Garota de 2 anos luta contra câncer raro no ovário

Menina de 2 anos tem câncer de ovário – Reprodução/Facebook Fight With Kenni
Menina de 2 anos tem câncer de ovário – Reprodução/Facebook Fight With Kenni

Conhecida pela família como Kenni, a pequena McKenna Shea Xydias já nasceu vencendo desafios. Aos 2 anos, a menina foi diagnosticada com câncer no ovário, condição rara para alguém de sua idade.

Receba novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp

“A reação imediata foi: ‘como isso é possível?’. Sei que isso é mais comum em mulheres, não sabia que poderia acontecer com uma criança tão pequena”, contou o pai de Kenni, Mike Xydias, ao “Good Morning América”.

A condição é tão rara que atinge menos de 5% de todos os casos de câncer de ovário registrados, de acordo com o Departamento de Saúde americano. A descoberta veio de maneira inesperada, após os funcionários da creche que a garota frequenta notarem que a barriga de Kenni estava inchada e ela estava visivelmente desconfortável.

Leia mais: Com síndrome rara, menina menstruou aos 4 anos e agora passa pela menopausa

“Levamos ela ao médico e eles achavam que eram gases. Então, nos disseram para dar pastilhas contra gases e avisá-los caso ela tivesse febre de novo”, relembra Mike. Uma semana depois, a menina começou a arder em febre e sentir dificuldade ao ir no banheiro. Os pais a levaram novamente ao hospital para um raio-X.

“Eles disseram que seu intestino parecia cheio, como uma grande bolha de gás”. Os médicos realizaram um ultrassom que mostrou que havia uma massa localizada ao redor dos ovários de Kenni. Mais tarde, uma tomografia computadorizada e ressonância magnética indicaram vários tumores cancerígenos – um deles com 14 centímetros no ovário direito, outro perto do fígado e outros espalhados pelo abdômen.

Apesar do choque, o único pensamento da família era fazer de tudo para salvar Kenni. Ela passou por uma cirurgia para remover seu ovário direito e aproximadamente 12,7 centímetros de seu intestino. Agora, deu início as sessões de quimioterapia e ao compartilhar sua história, a família espera alertar outras pessoas sobre a condição.

Leia mais: Condição rara faz garotinha de 2 anos ter pupilas gigantes e mãe faz desabafo

“Eu e minha esposa concordamos que Kenni é nossa heroína por conta da maneira que ela está lidando com isso. Ela é uma explosão de energia e uma típica menina de 2 anos. Ela não deixa nada impedi-la”, comenta Mike.

“Pode ser difícil como mãe chegar ao médico e dizer que algo não está certo porque eles sabem o que estão fazendo, mas às vezes você precisa confiar em seu instinto. Espero que após ouvir a história de Kenni, as pessoas se encorajem a dizer aos médicos: ‘você pode checar mais detalhadamente?”, declarou Meagan, mãe de Kenni.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos