Censura transforma 'Game of Thrones' em documentário medieval na China

(Imagem: divulgação HBO)

A cena de sexo entre Arya Stark e Gendry foi um dos momentos mais comentados do episódio de ‘Game of Thrones’ exibido no último domingo. Na semana anterior, um recado do Rei da Noite, com uma criança morta pendurada na parede ao lado de braços decepados, gelou a espinha de um grupo de personagens e também dos espectadores.

Receba no seu Whatsapp as novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais)

O público que assiste à série na China, porém, não pôde se juntar a discussão destes momentos, que dominaram as redes sociais. E isso não apenas porque sites como Twitter e Facebook são bloqueados no país, mas sim porque cenas como essas sequer foram exibidas lá. Desde a primeira temporada, o serviço de streaming Tencent (que tem os direitos da atração em território chinês) censura cenas de violência e sexo dos episódios de ‘Game of Thrones’.

Qualquer pessoa que acompanha o épico produzido pela HBO sabe que isso signfica uma mudança drástica na narrativa. O episódio de estreia da oitava temporada, por exemplo, teve seis minutos de duração a menos na China. Além da cena envolvendo a morte de uma criança, não foi mostrado o resgate de Yara Greyjoy pelo irmão Theon, nem o momento no qual Bronn foi visto na cama com três prostitutas.

Por conta disso, muitos fãs preferem piratear os episódios de sites ilegais para não perder nenhum momento concebido pelos roteiristas e diretores.

Tradição de filmes censurados na China

‘Game of Thrones’ está longe de ser a única atração a ser adaptada para se adequar aos rígidos padrões da censura chinesa. O filme ‘Bohemian Rhapsody’, por exemplo, foi lançado no país em março, sem as cenas que faziam referência a homossexualidade de Freddie Mercury ou sua relação com as drogas. Já ‘Alien: Covenant’ foi exibido em 2017 sem o beijo que o personagem de Michael Fassbender dá um beijo em seu clone, considerado “conteúdo gay”.

Nem o aparentemente inofensivo Ursinho Pooh escapou: além de ter sua imagem bloqueada na internet por conta de memes que brincavam com a semelhança entre o personagem e o presidente Xi Jinping, o longa ‘Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível’, protagonizado pelo simpático bichinho no ano passado, foi proibido nos cinemas da China.

Assista a seguir: Quem ocupará o Trono de Ferro em ‘Game of Thrones’?