Gal Gadot e Patty Jenkins tiveram confronto com Joss Whedon em Liga da Justiça, afirma site

·1 minuto de leitura

Em uma matéria sobre os comportamentos abusivos de Geoff Johns e Joss Whedon durante a produção de Liga da Justiça, o Hollywood Reporter detalhou um confronto entre Patty Jenkins e Gal Gadot, diretora e atriz de Mulher-Maravilha, com Whedon, diretor e roteirista que substituiu Zack Snyder no projeto.


Segundo fontes do Hollywood Reporter, Whedon teve confrontos com todos os atores do filme, e o caso de Gadot foi parar no topo da Warner Bros. A atriz teve "problemas com sua personagem sendo mais agressiva do que era em Mulher Maravilha. Ela queria que a personagem crescesse de um filme para o outro."


Gadot então não quis gravar algumas falas que Whedon escreveu para a personagem. O roteirista, então, teria ameaçado a carreira da atriz e criticado Patty Jenkins. Uma testemunha disse ao site que Whedon disse, na produção, que ele "estava cheio de Gal. Ele disse a ela que ele era o roteirista e que ela ia calar a boca e gravar as falas e que ele podia fazê-la ficar incrivelmente estúpida no filme."


Eventualmente, Gadot e Jenkins entraram com tudo na briga e chegaram a conversar com Kevin Tsujihara, então CEO da Warner. Em resposta à publicação, Gadot disse que teve "problemas com [Whedon] e a Warner Bros. cudiou disso de forma rápida."


Na matéria, também é mencionado que Geoff Johns agiu de forma racista não só em Liga da Justiça, mas também em outras produções da DC.