Sophie Charlotte lamenta morte de Gal; atriz vai interpretar cantora nos cinemas

Sophie Charlotte como Gal Costa no filme
Sophie Charlotte como Gal Costa no filme "Meu Nome é Gal". (Foto: Divulgação/Paris Entretenimento)

A atriz Sophie Charlotte, que vai estrelar a cinebiografia de Gal Costa, usou as redes sociais para lamentar a morte da cantora. A artista faleceu nesta quarta-feira (9) aos 77 anos e a causa da morte ainda não foi divulgada.

Em seu perfil no Instagram, Sophie compartilhou registros feitos com Gal nos bastidores das filmagens do filme "Meu Nome é Gal", que será lançado nos cinemas em 2023. "GAL. Maria da Graça. Gracinha. Gaúcha. Gal! Gal Costa! Você é a estrela maior, primeira, minha sorte, barato total… DIVINA MARAVILHOSA! Generosa, carinhosa, sedutora! Olhos de mistério absoluto (castanhos com rasgos azuis… vai entender!)", escreveu ela.

A protagonista da novela “Todas as Flores”, de 33 anos, agradeceu a oportunidade que teve de retratar nas telonas a história de um dos maiores nomes da música brasileira: "Você permitiu, me deu a honra maior como artista. Aprender contigo, e como você, a VIVER, a cantar, a ser mais! Mais mulher, mais legal, mais mistério, mais astral!".

"Baby!!!! Já estou com saudade! Queria te falar tanto…. Que te amo. Te falei né?!?? Falei, ainda bem", prosseguiu ela. "Fa-tal! E que a gente toda que fez seu filme, fez pra você! Por você! Com todo amor! Te reverencio em absoluto!!!! Sua arte, sua revolução, sua brasilidade, sua voz infinita! Que ecoará eternamente! Baiana!".

A atriz mandou um recado para Gabriel, único filho de Gal, e para os familiares e amigos da cantora. "Um abraço forte para todos os fãs devotos, todos os amigos, sua família, e em especial seu Gabriel! Força pra gente que segue aqui contigo no coração!", completou.

Equipe da cinebiografia "Meu Nome é Gal" lamenta morte da cantora

Dandara Ferreira, diretora do filme "Meu nome é Gal", chorou ao receber a notícia da morte da cantora. Ela trabalhou por uma década com a artista para retratar sua carreira em um longa-metragem.

"Para mim, a maior tristeza é a de não ter podido mostrar o filme a ela. Eu não pude... E esse projeto surgiu de uma construção, de conversas, de muito tempo atrás", contou em entrevista à coluna de Patrícia Kogut, do jornal "O Globo".

"Ela, Wilma (Petrillo, empresária de Gal) e eu trabalhamos muito nisso, era um sonho. Ela dizia que queria que, depois do documentário, tivesse um filme de ficção, até brincava com o filme da Elis (Regina)", completou.

O ator Dan Ferreira, que viverá Gilberto Gil na cinebiografia, também lamentou que Gal não teve a oportunidade de assistir ao filme sobre sua carreira. "Gal Costa criou um mundo novo apenas sendo. Esse país jovem e os mundos que você balançou, vão seguir sendo inspirados por você, por séculos e séculos. Sua voz, sua voz…Obrigado por tudo. Além de todas as alegrias e transformações, você nos deu amigos novos pela sua beleza na beleza do nosso ofício…seu filme! Que honra! Como a gente queria que você assistisse. Ô Gal…obrigado! Que o Deus do Sol te conduza em luz, Mulher Fatal!", escreveu".

O ator Luis Lobianco, que viverá o empresário Guilherme Araújo, ressaltou que Gal foi referência para muitos artistas brasileiros: "Que dia insuportável. Não dá pra imaginar a vida sem a beleza da Gal. A expressão do melhor Brasil possível. Divina, maravilhosa, fatal, tropical... obrigado, meu amor. Inspiração para tantos artistas, no último ano respirei você."

Já George Sauma, que será Waly Salomão, decidiu relembrar Gal nos palcos. "GAL ETERNA!!!! Obrigado por tudo e tanto! Obrigado por essa voz tamanha!!!! Te amo!!!!".

O que se sabe sobre o filme "Meu Nome é Gal"?

A cinebiografia estrelada por Sophie Charlotte será focada na época em que a cantora tinha 20 anos e viajou para o Rio de Janeiro para conseguir se dedicar à carreira artística. Foi na capital carioca que Gal encontrou Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil e Dedé Gadelha.

O roteiro é assinado por Lô Politi e conta com Rodrigo Lelis (Caetano Veloso), Dan Ferreira (Gilberto Gil), Camila Márdila (Dedé Gadelha), George Sauma (Waly Salomão), Luis Lobianco (o empresário Guilherme Araújo) eDandara Ferreira (Maria Bethânia) no elenco.

O ator Fábio Assunção faz uma participação especial vivendo um diretor de televisão. O longa é produzido pela Paris Entretenimento e conta com coprodução da Globo Filmes e da Dramática Filmes. A data de estreia ainda não foi divulgada.