Prejuízo de Gabriela Pugliesi após festa na quarentena pode chegar a R$ 3 milhões

Redação Vida e Estilo
·2 minuto de leitura
Gabriela Pugliesi. Foto: reprodução/Instagram/gabrielapugliesi
Gabriela Pugliesi. Foto: reprodução/Instagram/gabrielapugliesi

O prejuízo de Gabriela Pugliesi com o fim de contratos publicitários após ter organizado uma festa em plena pandemia do coronavírus pode chegar a R$ 3 milhões. O episódio gerou polêmica, muitas críticas e levou a influenciadora a suspender sua conta no Instagram.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

O cálculo da agência BRUNCH, que gerencia carreiras de influenciadores digitais, foi divulgado pela revista Forbes.

Leia também:

Segundo os especialistas, o cancelamento das publicações de divulgação já representaria uma queda de cerca de R$ 1,6 milhão no faturamento, já que cada foto no feed custaria R$ 17 mil e uma sequência de três Stories seria equivalente a R$ 21 mil. Também entram na conta as cláusulas de quebras de contrato, que incluem o pagamento de multas.

Marcas como HOPE, Baw, LBA, Body For Sure, Desinchá, Evolution Coffee, Rappi, Mais Pura e Liv Up anunciaram que romperiam a parceria comercial com Gabriela após o evento, realizado em sua casa na noite do último sábado (25). A festa também queimou a imagem da blogueira com empresas como Kopenhagen, Ambev e Fazenda Futuro, que já haviam trabalhado com ela e descartaram novas contratações.

As fotos e vídeos da influenciadora com o grupo de amigos foram apagadas, e ela chegou a gravar um vídeo pedindo desculpas por ter descumprido as regras de distanciamento social. “Fui irresponsável”, declarou, na ocasião.