Além da festa na quarentena: relembre as polêmicas de Pugliesi

Amanda Caroline
·3 minuto de leitura
Gabriela Pugliesi é influenciadora digital e considerada "musa fitness" (Foto: Reprodução/Instagram @gabrielapugliesi)
Gabriela Pugliesi é influenciadora digital e considerada "musa fitness" (Foto: Reprodução/Instagram @gabrielapugliesi)

Gabriela Pugliesi retornou para as redes sociais depois três meses afastada. A influenciadora digital se recolheu após a repercussão negativa de uma festa que ela deu em casa durante a pandemia do novo coronavírus. Em abril, ela reuniu amigos como o casal Mari Gonzalez e Jonas Sulzbach, e chegou a dizer “f*da-se a vida” em vídeos feitos durante o evento.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

Isso porque a “musa fitness” contraiu a doença no início de março (a festa de casamento de sua irmã, a também influenciadora Marcella Minelli, na Bahia foi um dos primeiros focos da covid-19 no país). Mas a festa em plena quarentena não foi a primeira polêmica envolvendo o nome de Gabriela Pugliesi.

Leia também

Ela já se comprometeu bastante por causa de suas práticas na internet: nos últimos anos, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) advertiu Gabriela por fazer “publicidade disfarçada” no Instagram e por compartilhar possíveis efeitos de um produto sem a comprovação médica. Pugli, como é chamada pelos seguidores, também é conhecida por dar “dicas fitness” duvidosas.

Abaixo, relembramos outras “tretas” da influenciadora digital:

Nude para não sair da dieta

Em 2015, Gabriela Pugliesi foi alvo do Conselho Regional de Nutricionistas da 2º Região do Rio Grande do Sul por sugerir dietas “descabidas e irresponsáveis”, mas acabou sendo absolvida em processo. Na época, a loira sugeriu uma técnica polêmica para manter a dieta: enviar nudes para os amigos, que poderiam compartilhar as imagens em caso de descumprimento do regime como forma de “punição”. Outro conselho controverso de Gabriela virou assunto. Ela já disse para as seguidoras mastigarem chocolate e cuspir antes de engolir para matar a vontade de doce.

Exercício ilegal da profissão de educadora física

A influenciadora digital foi denunciada ao Ministério Público do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Educação Física do Rio de Janeiro e do Espírito Santo (CREF1) em 2017. Segundo o jornal ‘O Globo’, ela foi acusada de exercer ilegalmente a profissão de educadora física após participar de aula de ginástica em um evento comercial realizado na praia da Barra.

Romantizou coronavírus

Ainda sobre a covid-19. No fim de março deste ano, antes da famigerada festa, Pugliesi fez um post no Instagram em que agradeceu ao novo coronavírus em meio à pandemia e centenas de milhares de mortes no mundo. Ela foi acusada de romantizar a doença e “cancelada” nas redes sociais. Gabriela apagou a publicação e ainda se defendeu.

“Tento pensar que toda tragédia, toda fase ruim, independentemente de ser na minha vida ou não, é um aprendizado. Compartilho o que eu acredito e a forma como eu vivo. Sei que nunca vou agradar todo mundo”, dispara em vídeos.