Gabriela Prioli é criticada após lançar curso de política por R$ 487

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
A comentarista lançou o curso na segunda-feira (1) (Foto: Reprodução/Instagram/@gabrielaprioli)
A comentarista lançou o curso na segunda-feira (1) (Foto: Reprodução/Instagram/@gabrielaprioli)

Gabriela Prioli abriu as inscrições para o Manual da Política Racional, curso ministrado por ela e 100% virtual. Os interessados podem fazer a matrícula até o dia 14 de setembro pelo valor de R$ 487 à vista. A novidade, porém, gerou uma grande polêmica nas redes sociais. Muitas pessoas acham que a comentarista da CNN Brasil está cobrando um valor abusivo, mas também há quem exalte o currículo da loira e a defenda das críticas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“Achei o curso da Gabriela Prioli caro? Achei, porém, entendo o quanto é preciso estudar para ter um currículo igual ao dela, portanto que venha o retorno”, disse uma seguidora. “Muito triste com o que a Gabriela Prioli fez, tenho uma admiração muito grande por ela. Não acho errado de forma alguma que ela venda um curso, mas tão caro é fod*”, opinou outra.

Veja também

Em uma live, Prioli contou que o curso foi criado após sentir a necessidade de falar sobre política de uma forma mais acessível. Muitos seguidores a enchiam de perguntas, mas nem sempre tinham resposta por conta da demanda e pelo trabalho da advogada ser muito focado ao factual.

“Muita gente falava que sentia falta de uma base, demonstrava insegurança para falar sobre política”, diz ela, que apresentou os 8 módulos do curso. “As aulas serão liberadas semanalmente. Não quero que vocês saiam por aí repetindo as minhas opiniões. Quero que vocês formem suas visões de mundo e tenham uma existência própria”, afirma a professora.

Entre os temas que serão abordados por Gabriela Prioli estão pacto federativo e divisão de distribuições, democracia, regimes autoritários, partidos políticos, candidaturas independentes, participação política fora da campanha e outros. A loira é formada em direito pelo Mackenzie e fez mestrado na USP.