Gabriel Medina manda mensagem para Yasmin Brunet após separação: "Feliz por você"

Gabriel Medina e Yasmin Brunet
Gabriel Medina e Yasmin Brunet

Gabriel Medina e Yasmin Brunet se separaram após um ano de casamento, mas parece que a amizade e carinho entre eles permanece firme e forte. Tanto que o surfista fez questão de mandar uma mensagem pública para a modelo, a parabenizando pelo lançamento de sua marca de produtos de beleza.

"Parabéns e sucesso. Feliz por você", escreveu Medina, ao compartilhar um post de Yasmin sobre sua nova empreitada.

Medina e Yasmin estavam casados desde 2020, e nas redes sociais falavam sobre a parceria dos dois e como foi começar um relacionamento durante a pandemia da Covid-19. A assessoria da atriz confirmou o fim da relação, mas afirmou que não irá emitir um comunicado dando detalhes.

A separação, apesar de pegar todos de surpresa, acabou gerando muitas especulações na web. Entre elas, o rompimento que Medina teve com a família e a relação de dependência, quase que como os dois fossem um só. Fora isso, o também surfista Flávio Nakagima acabou revelando que Gabriel teria se afastado de seus amigos por causa do relacionamento.

Gabriel Medina parabeniza Yasmin Brunet
Gabriel Medina parabeniza Yasmin Brunet

Para a psicanalista e escritora Regina Navarro Lins, especialista do programa "Amor&Sexo", da TV Globo, e autora de livros como o best seller “A Cama na Varanda” e “Novas Formas de Amar “, essa simbiose que o casal viveu foi crucial para o fim da relação.

“O responsável por isso é o mito do amor romântico, que prega que os dois têm que se transformar em um só, que um vai ter todas as satisfações atendidas pelo outro. O complicado desse ponto é a dependência emocional que o casamento se presta muito, quando você transforma o outro no centro de sua vida, só o outro tem importância. Muitas vezes se afastam dos amigos, de atividades que antes tinham prazer, isso é muito prejudicial”, explica.

Angela Fabbri, psicóloga clínica, concorda que a individualidade é uma necessidade na vida a dois. "Entramos nos relacionamentos carregando nossas crenças e valores e, ao nos apaixonarmos, queremos ser aceitos e validados pelo outro. Acontece que o outro também tem suas crenças e valores e, muitas vezes, para aceitar as regras criadas dentro do relacionamento, ficamos exaustos tentando nos adaptar. E isso, com o tempo, leva ao adoecimento da relação e do indivíduo”, ensina.