Irmã de Gabigol sobre haters e decepções: "Quanto mais você tem, mais você se machuca"

Amanda Caroline
·2 minuto de leitura
A influenciadora digital tem 18 anos (Foto: Reprodução/Instagram @dhiovannab)
A influenciadora digital tem 18 anos (Foto: Reprodução/Instagram @dhiovannab)

Dhiovanna Barbosa, de 18 anos, é influenciadora digital e tem consciência do lado negativo das redes sociais desde pequena. Ela cresceu vendo o irmão Gabigol sendo atacado e, por causa da carreira na internet, acabou herdando haters do atacante do Flamengo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

A jovem diz não ligar para as críticas e nem saber a razão delas. “Não me importo. Já vi mensagens em que chamam de ‘patricinha’. Outros dizem ‘você não faz nada da vida’ ou ‘você é bancada pelo seu irmão’. Também aprendi a não me afetar quando falam sobre o meu corpo, sobre eu ser muito magra”, afirma em entrevista ao Yahoo.

Leia também

Apesar de lidar com os haters de forma tranquila, Dhiovanna admite que ficou abalada quando um seguidor desejou sua morte. “Você tem que ter o coração muito ruim para chegar nesse nível e machucar quem está do outro lado [do celular]. Fiquei preocupada dessa vez e chorei muito nesse dia. Acaba afetando a mente, sim”, conta. “A gente parece plena no Instagram, mas quando desligamos a câmera é outra coisa”, completa.

Dhiovanna em entrevista por vídeo (Foto: Yahoo Vida e Estilo)
Dhiovanna em entrevista por vídeo (Foto: Yahoo Vida e Estilo)

A influenciadora digital revela que Gabigol é seu conselheiro quando esses episódios acontecem. “Meu irmão vive isso diariamente por causa dos jogos. Ele é o que mais me ajuda em relação a isso porque lida com as críticas desde a minha idade”, explica. Gabriel é cinco anos mais velho.

Decepção com “amigos”

“Quantidade não é felicidade. E quanto mais você tem, mais você se machuca”, garante Dhiovanna sobre dinheiro. Ela conta que se decepcionou com amigos nos últimos anos e selecionou “poucos e bons” para conviver depois que foi roubada dentro de casa.

“Pensam que você é muito mais feliz porque tem muito dinheiro. Pelo contrário”, dispara. “Tem mais interesseiros e mais pessoas falsas perto de você”, conta. Dhiovanna quase chorou na entrevista ao falar sobre amizades.

“Hoje sou muito fechada e não coloco ninguém na minha família. Só tenho duas amigas de infância que confio para trazer aqui e que meus pais conhecem. Prefiro viver assim”, finaliza.

Veja mais: João Guilherme abre o jogo sobre a relação com pai, o cantor Leonardo