Gab, rede social da extrema-direita, é hackeada e tem dados vazados

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Ativista da extrema-direita dos Estados Unidos. (Foto: Robert Nickelsberg/Getty Images)
Ativista da extrema-direita dos Estados Unidos. (Foto: Robert Nickelsberg/Getty Images)

A Gab, uma rede social que se tornou “refúgio” de ativistas conservadores da extrema-direita, foi hackeada e teve seus dados vazados online para um grupo especializado em divulgar informações secretas.

Leia também:

Entre os dados vazados estão os do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O fundador da rede social, Andrew Torna, confirmou as informações divulgadas pelo site “Distributed Email of Secrets”.

Segundo o material divulgado, o vazamento inclui posts públicos, senhas e mensagens privadas trocadas por usuários dentro do site.

Os detentores do conteúdo afirmaram que trabalharão com fontes jornalísticas e pesquisadores para encontrar a melhor forma de divulgar o material – por considerá-lo de “importância sociológica”.

O Gab foi um dos sites em que membros da extrema-direita dos Estados Unidos se refugiaram após outras redes mais populares, como Facebook e Twitter, terem banido muitos de seus usuários, por divulgação de informações falsas, distribuídas como estratégia de combate político.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube