Mãe não revela sexo do bebê e marido reclama: 'Está decidindo por ambos'

Descobrir o sexo do bebê que estão esperando foi uma fonte de discussão para um casal. Foto: Getty Images

Descobrir o sexo do bebê é uma das partes mais emocionantes da gravidez. No entanto, para um casal o processo foi fonte de debate. A esposa proibiu o marido de saber o sexo do bebê antes do nascimento.

O futuro pai expressou sua decepção diante da insistência da mulher em manter o sexo da criança em segredo.

“Disse que queria saber e minha mulher disse que não tinha certeza, que estava pensando em ser surpreendida, e afirmou que a ginecologista não iria me dizer o sexo sem a permissão dela,” escreveu ele em uma rede social sobre parentalidade .

Infelizmente, a esposa não estava brincando, apesar de ambos terem descoberto o sexo do primeiro filho durante a gestação, dois anos atrás.

“Tenho certeza que quero saber, já que é uma forma de ter uma incerteza a menos em um processo rodeado de incertezas,” continuou ele.

“Não gostei da sensação de que ela estava tomando a decisão por mim. Não vejo problema em eu saber e ela não”.

“Para ela, isso seria como se eu estivesse decidindo por ambos. Ela acha que tomei a minha decisão independentemente do que ela pensa”.

A escritora dona da coluna lembrou o futuro pai de que sua esposa tem o papel central no nascimento do bebê, e no fim das contas, seu desejo deve ser respeitado. Foto: Getty Images

A mulher tem o papel central

A postura decidida da mulher recebeu uma resposta afiada dos usuários do fórum, e alguns a classificaram como “controladora”.

No entanto, o conselho da dona da coluna foi mais moderado, incluindo o fato de que seria “uma confusão” se um pai soubesse o sexo do filho e o outro fosse deixado no escuro.

“Porém, não gosto da ideia de que ela proibiu a ginecologista de lhe contar,” disse a moderadora.

“Parece um pouco ameaçador e um exemplo da incapacidade de trabalhar em equipe, em um momento em que vocês estão prestes a embarcar no maior trabalho em equipe de suas vidas”.

A escritora também lembrou o futuro pai de que sua esposa tem o papel central no nascimento do bebê, e no fim das contas, seu desejo deve ser respeitado.

“A ginecologista é dela, não sua, e enquanto o bebê não sair do corpo dela, ela é a protagonista”.