Funcionários de funerária tiram fotos de Maradona morto e geram revolta na Argentina; advogado se pronuncia

LANCE!
·1 minuto de leitura


Nem mesmo o clima de luto foi capaz de impedir uma revolta na Argentina. Após a morte de Diego Armando Maradona, funcionários da Casa Funerária Pinier tiraram fotos com o cadáver do ex-jogador com o caixão aberto. As fotos viralizaram e foram compartilhadas na internet.


Um dos funcionários que aparece nas imagens, identificado como Diego Molina, foi demitido pela funerária. Logo depois, a agência pediu desculpas à família de Maradona pelo fato. Além de Molina, outros dois homens também aparecem nas imagens.

Após a exposição das fotos, o advogado de Maradona, Matías Morla, se pronunciou nas redes sociais e disse que vai tomar as medidas cabíveis.

- Dada a viralização de uma imagem de Diego em seu leito de morte, vou cuidar pessoalmente de encontrar o canalha que tirou aquela foto. Todos os responsáveis por tal ato de covardia pagarão - disse o advogado, que depois completou:

- Diego Molina é o canalha que tirou uma foto ao lado do caixão de Diego Maradona. Pela memória do meu amigo, não vou descansar enquanto não pagar por tal aberração.