Francisco, el Hombre faz apelo político em estreia em Londres: ‘2022 dá pra fazer melhor’

Francisco, el Hombre - Crédito: Azevedo Lobo/ Divulgação credit:Bang Showbiz
Francisco, el Hombre - Crédito: Azevedo Lobo/ Divulgação credit:Bang Showbiz

Francisco, el Hombre fez um apelo político ao público em sua estreia em Londres.

A banda, formada por músicos mexicanos e brasileiros, foi convidada a se apresentar na capital inglesa pela primeira vez como parte de uma série de eventos de fake news, e não conteve sua empolgação ao comentar a ocasião especial.

“A razão que estamos aqui é porque fomos convidados a recriar uma música brasileira muito popular chamada ‘Roda viva’, que é uma canção política muito importante, historicamente falando, no Brasil. Fomos convidados a recriar essa canção [de Chico Buarque] como parte de um documentário que se chama ‘The Coup d’Etat Factory’. Essa é a primeira vez que vamos cantar ‘Roda viva’ ao vivo”, disse Sebastián Piracés-Ugarte, baterista do grupo, no concerto realizado no Rich Mix, no leste de Londres.

Músicas do álbum Casa Francisco, incluindo ‘Tá Com Dólar, Tá Com Deus’, ‘Bolso Nada’, ‘Loucura’ e ’Calor da Rua’, também fizeram parte do repertório do show, embalando a plateia com os variados ritmos latinos.

Em outro momento da apresentação, a vocalista Juliana Strassacapa chamou todas as mulheres e pessoas queer para a frente do palco antes de tocar e dedicar a canção ‘Triste, Louca ou Má’.

“Resistência brasileira, 2022 dá pra fazer melhor. Fora Bolsonaro. Beijo e abraço a toda resistência brasileira, tamo junto. Obrigado pelo carinho”, agradeceu o grupo, quase todo vestido de vermelho, ao finalizar o show.

Após passar por Londres, Francisco, el Hombre dará continuidade à turnê pela Europa na Alemanha. Em junho, a banda também se apresentará no Rock in Rio Lisboa, em Portugal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos