Francis Ford Coppola enfrenta caos em set de filme, com demissões e alto custo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O set de filmagens de "Megalopolis", novo filme do diretor Francis Ford Coppola, se tornou um caos, segundo reportagem da revista The Hollywood Reporter. O ambiente apocalíptico teria se instalado, sobretudo pelo inesperado aumento de custos, que obrigou a produção a rever o orçamento previsto para a obra.

Sonho antigo de Coppola, "Megalopolis", com custo na casa dos US$ 120 milhões, está sendo financiado pelo próprio diretor. A situação mais crítica, segundo relatos colhidos pela reportagem, estaria ocorrendo no departamento de efeitos visuais. A produção investiu em uma nova tecnologia e, agora, não consegue arcar com as despesas do equipamento.

No momento, o set está sem uma equipe de efeitos visuais. Todos os funcionários do departamento foram demitidos. Outros, preferiram renunciar, como ocorreu com a designer de produção e o supervisor de arte.

Ao site Deadline, Coppola admitiu ter tido problemas com sua equipe, mas negou o ambiente pesado, fazendo elogios ao elenco. "Só espere e veja", ele disse. Para "Megalopolis", o cineasta reuniu algumas estrelas --Adam Driver, Nathalie Emmanuel e Aubrey Plaza.

O roteiro conta a história de um arquiteto que deseja reconstruir a cidade de Nova York, que estava totalmente destruída. Um dos principais cineastas da indústria do cinema, Coppola dirigiu clássicos como "O Poderoso Chefão", de 1972, e "Apocalypse Now", de 1979.