Frances McDormand ganha o Oscar de melhor atriz por 'Nomadland'

·2 minuto de leitura
A atriz Frances McDormand protagoniza o 'road movie' "Nomadland"

Frances McDormand ganhou neste domingo (25) o Oscar de melhor atriz pelo papel de uma viúva itinerante pelas rodovias do oeste dos Estados Unidos no aclamado filme "Nomadland". Trata-se do terceiro Oscar da atriz.

McDormand venceu Viola Davis ("A Voz Suprema do Blues"), Vanessa Kirby ("Pieces of a woman"), Andra Day ("The United States vs Billie Holiday") e Carey Mulligan ("Bela Vingança").

Ela se tornou, assim, a sétima intérprete a conquistar três prêmios da Academia e a quarta mulher a realizar a façanha depois de Meryl Streep, Ingrid Bergman e Katharine Hepburn, sozinha no topo com quatro estatuetas.

Mas também somou mais uma estatueta pela vitória de "Nomadland" na qualidade de produtora.

"Não tenho palavras. Minha voz está nas minhas costas. Sabemos que a espada é o nosso trabalho. E gosto do meu trabalho. Obrigada por saber disso. E obrigada por isto", disse a atriz antes de receber o prêmio.

O papel de Fern se soma à série de mulheres irritadas, duras e sofridas que McDormand, de 63 anos, interpretou em uma carreira de cinco décadas em que priorizou filmes independentes.

Seu personagem em "Nomadland" está se recuperando da perda do marido e de sua antiga cidade natal de Empire, Nevada, que ficou até sem código postal após o fechamento da fábrica local de gesso, que forçou toda a população a partir.

A difícil situação de Fern é vista como uma representação do que viveram milhares de americanos que ficaram à margem da sociedade pela chamada Grande Recessão e, mais recentemente, pela pandemia.

"É um grande documento de um momento muito específico do nosso mundo", disse McDormand.

Seu primeiro Oscar de melhor atriz veio em 1997 pela interpretação de Marge Gunderson, uma policial grávida em "Fargo". O filme foi dirigido por seu marido, Joel Coen, e seu cunhado, Ethan.

O segundo prêmio da Academia como melhor atriz veio há apenas três anos pelo papel de uma mãe que busca vingar o estupro e o assassinato da filha em "Três anúncios para um crime".

Nascida em uma família canadense em Chicago, Illinois, em 1957, filha de um ministro protestante, McDormand estudou na escola de teatro de Yale e começou a atuar no tablado.

Seu primeiro filme, "Blood Simple" (1984), também foi a estreia dos irmãos Coen. Aquele foi o ano em que se casou com Joel, com quem tem um filho já adulto.

McDormand, que atuou em nove filmes dos irmãos Coen, costuma brincar dizendo que não se vê a si própria como uma estrela de cinema, apesar de ter aparecido em 41 filmes em quarenta anos.

bur-ad/ll/mvv