A foto que ajudou a descobrir um câncer em menino de 11 meses de idade

Uma mãe descobriu um câncer no olho do filho após ver uma mancha branca estranha em uma foto. Imagem: Caters News

Às vezes uma imagem pode dizer muito mais do que alguns sintomas. Foi exatamente o que aconteceu com Emily Smith, no Reino Unido, que descobriu um câncer raro no olho do filho após ver uma mancha branca estranha em uma foto.

Receba no seu Whatsapp as novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais)

“O flash da minha máquina disparou automaticamente enquanto Jaxson estava no escuro,” disse Emily, que trabalha na área da Saúde Mental.“Ele estava lindo, mas quando observei a imagem novamente, notei uma espécie de mancha turva atrás de uma das suas pupilas”, explicou

“Depois disso, pesquisei no Google e olhei outras fotos dele que haviam sido tiradas antes, que também tinham o reflexo branco”. Assim, a mãe de 23 anos correu para levar o pequeno, na época com 11 meses, ao hospital, onde foi encaminhado para um oftalmologista.

O câncer

Jaxson foi diagnosticado com retinoblastoma, um tipo raro de câncer no olho que poderia não ter sido identificado se a mãe não tivesse tirado aquela foto.

Leia mais: Casal tem segredo especial para o bem do casamento

Ele foi internado para cirurgia, e os cirurgiões usaram um instrumento especial de amplificação para observar a parte de trás do olho e analisar o tumor. Depois disso, o próximo passo era saber se o tumor havia crescido ou se espalhado para a parte mais posterior do olho, onde poderia chegar ao nervo óptico e a outras partes do corpo.

“Passamos o Natal sabendo o que estava acontecendo dentro do olho do nosso lindo menino, e tentando ser positivos, sabendo que o tumor estava crescendo ativamente. Foi um período extremamente difícil”.

Jaxson foi diagnosticado com retinoblastoma, um tipo raro de câncer no olho que poderia não ter sido identificado se a mãe não tivesse tirado aquela foto. Imagem: Caters News

Depois de uma ressonância magnética, os médicos confirmaram que o câncer não estava se espalhando, e ele passou por seis rodadas de quimioterapia sistêmica no hospital Southhampton General. No entanto, seis meses mais tarde, o tumor voltou a crescer.

Lei mais: Mãe coloca nome inusitado em filha e é criticada

“Eles já tinham feito cirurgia da melhor forma possível enquanto Jaxson dormia. Depois, quando descobriram que o tratamento com laser não estava funcionando, fizeram quimioterapia intra-arterial a cada duas semanas, até Jaxson completar seis sessões de laser sob anestesia geral”.

Depois de um período extremamente difícil, Emily e Owen finalmente receberam a notícia que tanto esperavam no ano passado: Jaxson estava estável novamente. Dez meses depois, o menino continua estável e está vivendo a vida plenamente.

Assista a seguir: O perigo da dieta à base de sopas e sucos