Foto do novo coronavírus é a 'imagem do dia' da Nasa

(Foto: Divulgação)

RIO - O registro microscópico do novo coronavírus feito pelo Instituo Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos (NIAIS) foi escolhido nesta terça-feira (2) pela Nasa para o site Astronomy Picture of the Day (Apod), que publica a cada dia uma nova fotografia de fenômenos astronômicos observados por fotógrafos de todo o mundo.

Diferente das demais publicações, com fotografias do universo, a imagem do dia promove uma reflexão para o momento da pandemia da Covid-19, que já atinge mais de 6,2 milhões de pessoas em todo o mundo, com 375.987 vítimas da doença.

Leia também

O NIAID observou que o novo vírus é bastante semelhante aos outros organismos da família viral, como o SARS-CoV original, que surgiu em 2002, e o MERS-CoV, que surgiu em 2012, ambas síndromes respiratórias.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

'A humanidade está sob ataque', avalia Nasa

O site da Nasa divulga, além dos registros, pequenos artigos escritos por astrônomos explicando os fenômenos observados. A foto da NIAID apresenta a comparação do ataque do novo coronavírus a de alienígenas, em que os astrônomos Robert Nemiroff e Jerry Bonnel avaliam uma batalha épica entre duas espécies:

"A humanidade está sob ataque. O ataque não é de grandes alienígenas que tentam atacar, mas de invasores tão pequenos que mal podem ser vistos, e tão estranhos que nem estão claramente vivos. Em todo o planeta Terra, os seres humanos baseados em DNA estão sendo invadidos pelo SARS-CoV2 baseados em RNA. O vírus, que cria uma doença conhecida como Covid-19, é especializado em reprogramar células humanas em "zumbis" que fabricam e liberam cópias de si mesmas. Retratado aqui é uma imagem de alta ampliação de uma célula humana coberta pelo ataque ao novo coronavírus SARS-CoV2 (laranja). Batalhas épicas em que duas espécies se enfrentam em uma luta até a morte não são incomuns na Terra. Mesmo assim, a maioria dos seres humanos deve sobreviver", avaliam os astrônomos .

De O Globo

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.