Fora da Universal, Andressa Urach descarta ensaios sensuais

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
A vice-miss bumbum resolveu sair da igreja (Foto: Reprodução/Instagram/@andressaurach)
A vice-miss bumbum resolveu sair da igreja (Foto: Reprodução/Instagram/@andressaurach)

Solta, mas nem tanto! Andressa Urach voltou a ser modelo após anunciar seu rompimento com a Igreja Universal. Os internautas comemoraram a notícia e imaginaram que ela voltaria a ser aquela Urach que causava em todos os lugares. Recentemente, no entanto, a vice-miss bumbum afirmou que ainda segue os ensinamentos de Jesus e não fará mais ensaios sensuais.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Não aceitaria [fazer ensaios sensuais], porque acredito que a fé e a conversão te fazem perceber que você pode seguir outros caminhos", disse em entrevista à Quem. "Isso faz parte da antiga Andressa e ficou para trás. Não faz parte de quem eu sou e do que acredito hoje”, completou.

Leia também

Grande parte da decepção de Andressa com a Universal se deu por causa de dinheiro. Ela disse que chegou a doar mais de R$ 1 milhão para a instituição. “Me fizeram acreditar que tinha que dar meu tudo para Deus. Me levaram praticamente tudo que eu tinha. Foi mais de um milhão e meio de reais que doei nesses últimos anos, fora o meu amor e tempo que dediquei como todos sabem. Agora que não tenho mais dinheiro para dar, ainda fui demitida da Record”, diz ela, que temia pela perda do emprego desde quando falou mal da igreja pela primeira vez.

No último fim de semana, a musa contou que está namorando. Sem revelar o nome do amado, a modelo publicou uma foto em que aparece de rosto colado com o rapaz e contou que o relacionamento lhe trouxe felicidade em um momento tão difícil. “Meu presente de Jesus. Namorando. O amor acalma um coração machucado. Deus é muito bom!”, escreveu no Instagram.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube