Fleetwood Mac: clássico disco ao vivo ganhará reedição luxuosa com faixas extras

Guilherme Araujo
·1 minuto de leitura
Gravação ganhará lançamento em CD triplo e LP duplo em abril (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação

O Fleetwood Mac, uma das bandas de rock de maior sucesso da história, anunciou uma versão alternativa e estendida do clássico “Fleetwood Mac Live”. Lançado em dezembro de 1980, o disco teve a maioria de suas canções gravadas durante a turnê do álbum “Tusk” (1979).

Quarenta anos depois, como uma forma de preservar o legado de Stevie Nicks e companhia, a Warner Music entrega aos fãs uma espécie de “bis” por meio de uma nova coleção contendo 3 CDs e 2 LPs. Remasterizado, o registro ganha mais de uma hora de música ao vivo, captada entre os anos de 1977 e 1982.

No Brasil, até o momento, desembarca apenas o formato digital no dia 9 de abril. No entanto, pra tornar essa espera um pouco mais doce, foi liberado nesta quinta-feira (11) o áudio da apresentação de “The Chain”. Gravada em Cleveland, nos Estados Unidos, a canção revela a força do grupo em cena, aliando vocais únicos a uma maneira de tocar típica de grandes lendas.

A reedição de “Fleetwood Mac Live”, vale destacar, abarca uma linha do tempo mais extensa do que a da versão original. Serão 7 canções extraídas da turnê “Tusk” (1979-1980), outras 4 do show “Rumours” (1977) e 3 últimas da digressão “Mirage” (1982).

Estão confirmadas versões ao vivo de “Tusk”, “Gold Dust Woman” e “Songbird”, além de “The Green Manalishi (With The Two-Pronged Crown)”. Esta última, trata-se de uma música escrita em 1970 pelo guitarrista Peter Green, um dos fundadores da banda, morto em 2020.

Ouça a primeira prévia no streaming!

Spotify | Deezer | Apple Music