Flayslane já participou da seletiva de 'Ídolos' e tinha visual bem diferente do atual; veja fotos

Carolina Nalin*
·2 minuto de leitura

Bem antes de entrar no ‘Big Brother Brasil 2020’ pelo time dos anônimos, o grupo Pipoca, Flayslane já buscava seu lugar ao sol. Hoje, ela tem uma dupla sertaneja com mais de 3 milhões de seguidores no Instagram, mas nem sempre foi assim. Desde a adolescência, a cantora dava seus passos para construir a carreira musical. No passado, Flay participou da seletiva do reality musical ‘Ídolos’, foi vocalista de diversas bandas de forró e tinha um visual bem diferente do atual. Veja acima:

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários

Antes de seguir carreira no sertanejo, Flay investiu no gênero do forró. Durante a adolescência no estado da Paraíba, a cantora ficou conhecida pelo público forrozeiro pelo nome artístico ‘Flaay pink’. Em 2011, com 17 anos, cantou ao lado do grupo ‘Forró safado’. No mesmo ano, entrou para o grupo ‘Forró da burguesinha’, onde ficou até fevereiro de 2012, quando foi contratada pelo renomado ‘Ferro na Boneca’.

Leia também

Na busca por oportunidades no meio musical, Flay chegou a participar de uma seletiva do ‘Ídolos’. Na última segunda-feira, o Instagram ‘Subcelebrities’ compartilhou um clique da cantora na época, segurando uma placa com o seu número de inscrição como candidata ao talent show. O registro veio acompanhado de uma foto atual de Flay, e os seguidores se impressionaram com a mudança do visual da cantora.

Já com maior reconhecimento profissional, ‘Flaay pink’ seguiu para o grupo ‘Forró de griff’ e conheceu Mara Araújo, hoje sua dupla no sertanejo. As duas foram apresentadas pelo empresário Luciano Maia como vocalistas da banda, onde Flay permaneceu até 2014.

Pouco depois, Flay participou do projeto ‘Rainhas da Balada’, um grupo com inúmeras vocalistas. Nele, encontrou Mara novamente e ficou até 2015, ainda como ‘Flaay pink’. Em 2018, as duas lançaram juntas o EP ‘Trago verdades’ e o disco promocional ‘Desce mais uma’. O projeto marca a volta de Flay à carreira musical após o nascimento do filho (link Flay filho), dessa vez apostando na sofrência. Na onda do feminejo, as duas conquistaram o apoio de artistas como Wesley Safadão, Léo Santana e a dupla Maiara e Maraísa.