Flamengo queria quase o dobro da cota dos outros três grandes do Rio somados

Flamengo disputará o Campeonato Carioca de 2020 como o atual campeão (Alexandre Vidal/Flamengo)

O Flamengo não terá seus jogos do Campeonato Carioca exibidos em tv aberta, fechada e pay-per-vier devido à falta de acordo com a Globo. Tudo por causa da pedida estratosférica feita pelo Rubro-Negro. Na primeira rodada de negociações, o presidente Rodolfo Landim chegou a pedir R$ 100 milhões por temporada.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

A título de comparação, vale contar que Botafogo, Vasco e Fluminense teriam direito, cada um, a R$ 17,5 milhões como cota do Carioca. Ou seja, somados, eles embolsariam R$ 52,5 milhões, pouco menos da metade cobrada pelo atual campeão da Libertadores.

Leia também:

O Blog apurou que, durante as tratativas, o Flamengo chegou a baixar sua pedida para algo próximo dos R$ 80 milhões. Mas a Globo afirmou que não poderia ultrapassar o valor de R$ 17,5 milhões prometidos aos rivais em nome da meritocracia e da igualdade esportiva do campeonato.

Nem os grandes de São Paulo, donos das maiores cotas durante o estadual, chegaram perto dos R$ 80 milhões pedidos pelo Flamengo. Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos terão direito, cada um, a R$ 26 milhões durante o Paulistão.

Sem acordo, o Rubro-Negro não embolsará qualquer centavo da Globo. E os outros clubes também sairão perdendo. É que o contrato assinado entre os times, a emissora e a Ferj (Federação do Estado do Rio de Janeiro) previa um desconto com a ausência de algum grande.

A mordida será de R$ 30 milhões. Antes, os 16 clubes juntos embolsariam R$ 120 milhões. Sem o Fla, a divisão da cota será de R$ 90 milhões. E Botafogo, Fluminense e Vasco não terão mais direito aos R$ 17,5 milhões combinados previamente.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter