Flamengo manteve o Grêmio vivo na Libertadores, mesmo com futebol muito superior

Gabriel e Kannemann discutem durante o jogo entre Grêmio e Flamengo. Foto: Jeferson Guareze/AGIF

Quando o árbitro Néstor Pitana apitou o final da partida entre Grêmio e Flamengo, cheguei à seguinte conclusão: o empate de 1x1 foi ótimo para o Grêmio e bom para o Flamengo. Como assim, já que o Grêmio foi o mandante do jogo de ida das semifinais da Libertadores da América?

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Simples definição para um confronto que mostrou um Flamengo muito superior ao Grêmio. Costumo dizer que se todas as chances criadas se transformassem em gols, o Flamengo venceria por 5 a 2. Vale lembrar que os três gols anulados do Fla, com o uso do VAR, foram invalidados corretamente. Ainda assim, o time carioca mandou na partida. Fez um primeiro tempo de imposição técnica e deixou o Grêmio em meia-linha, alugando o meio-campo e pressionando o tempo todo. O fato do placar não ter sido alterado foi uma vitória tricolor. William Arão e Gérson foram soberbos.

Leia também:

No segundo tempo, conforme esperado numa disputa desse nível, o Grêmio voltou diferente e o Flamengo manteve a qualidade. A equipe gaúcha cresceu com mais pegada e competitividade. O deserto de ideias foi terminado quando Éverton e Matheus Henrique obrigaram Diego Alves a duas defesas muito boas. O jogo virou, com o Grêmio tendo o controle da bola e o Flamengo saindo no contra-ataque. Num lance ofensivo, cruzamento para a área e Bruno Henrique colocou o Fla em vantagem, num momento inferior do Flamengo. O gol fez bem e o Flamengo voltou a assumir o protagonismo, aproveitando a afobação gremista.

Tanta segurança fez o Flamengo falhar num momento que tinha a posse de bola com Éverton Ribeiro e Filipe Luís caído, pedindo atendimento. Éverton prendeu a bola e não jogou para fora, esperando pelo árbitro, que deixou o jogo seguir. Na sequência, o Grêmio foi para o ataque e empatou com Pepê, após cruzamento de Éverton. Uma igualdade correta pelo segundo tempo, mas bem injusta pelos 90 minutos.

Como o futebol não corrige injustiças, o Grêmio terminou comemorando o empate e o Flamengo lamentou, por seu desempenho muito bom. Mas mesmo assim, poder empatar em 0 a 0 no Maracanã, é uma boa vantagem flamenguista. O otimista flamenguista dirá que em casa e com a nação a favor, não dá perder a vaga. O pessimista vai alertar que o time não matou o adversário quando teve a chance.

A realidade é que está tudo aberto. O Grêmio pode ganhar do Flamengo no Rio de Janeiro, mesmo sendo inferior. Ficou tudo para o dia 23, com cinco rodadas da Série A do Brasileiro neste meio-tempo. Serão 20 dias de muita ansiedade para todo mundo.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter