Fiuk parece esquecer que foi vigiado pelo Brasil ao querer roteirizar Tatá Werneck

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Tatá Werneck
    Atriz, humorista e apresentadora de TV brasileira
Fiuk e Tatá Werneck no
Fiuk e Tatá Werneck no "Lady Night". Foto: Divulgação/Globo

Resumo da notícia:

  • Participação de Fiuk no "Lady Night" deixou Tatá Werneck constrangida

  • Cantor ficou incomodado com perguntas e não escondeu irritação

  • Comportamento mostra contradição já que ele se expôs no maior reality do país

Finalmente foi ao ar a tragédia anunciada que foi o episódio de Fiuk na nova temporada do "Lady Night", talk show comandado por Tatá Werneck. Isso porque rumores sobre a participação do cantor já adiantavam que a conversa entre os artistas não havia sido das mais agradáveis de assistir - uma pessoa da plateia confessou nas redes sociais que ele chegou a ser questionado sobre querer interromper o programa.

A polêmica é que algumas perguntas pautadas na comicidade da mãe de Clara Maria não foram bem recebidas pelo filho de Fábio Júnior. Sabemos que ele não consegue esconder sua insatisfação com algo que o deixe desconfortável após conferirmos um recorte intenso de sua personalidade e comportamento no "Big Brother Brasil 21". Então, ficou claro como o artista resistiu a se entregar ao humor da atração televisiva.

Visto que a edição do episódio ficou até mais curta do que o comum após cortes de diversas partes envolvidas por um clima de tensão, Fiuk mostra uma grande contradição em seu comportamento. Como alguém que se expôs por mais de 100 dias dentro do maior reality show do país quer roteirizar uma produção apresentada por uma das maiores personalidades do improviso?

O questionamento surge após o próprio ex-BBB se pronunciar nas redes sociais sobre ter "combinado um roteiro" com Tatá e algumas perguntas terem fugido do controle e ele ter ficado sem reação. O detalhe é que a apresentadora fez questão de desmentir o ator e deixar claro que não existe roteiro com convidados do "Lady Night". Ela confirmou que apenas consulta o participante sobre quais assuntos não devem ser falados e que fez isso com Fiuk para entender o que seria conversado.

Mas o terceiro colocado do "BBB21" parece se esquecer que o espectador brasileiro já o conhece da forma mais íntima possível, sendo vigiado por dezenas de câmeras diariamente. Uma exposição que lhe rendeu a constatação de uma personalidade com traços ranzinzas, rancorosos e um pouco manipuladores. 

Quem não lembra dos atritos do rapaz com Juliette? Em que ele colocava em pauta questões como a capacidade profissional da sister enquanto a questionava sobre seu comportamento na casa. Ou então quando ele destorcia histórias ocorridas dentro da casa mais vigiada do Brasil, apresentando uma visão bastante diferente da realidade.  

A interpretação que fica da participação de Fiuk no "Lady Night" é que a vida do rapaz, sem dúvidas, nunca mais será a mesma depois de ter se tornado um brother. Portas, antes trancadas a sete chaves, foram escancaradas de forma que ele não consegue mais fugir ou enganar o público que o acompanhou no reality. Faltou autoconfiança para bancar a sentada no sofá azul e sobrou vaidade para se despir de implicâncias na hora das piadas acontecerem. 

Ary Fontoura mergulhando nas brincadeiras sobre vida sexual no alto de seus 88 anos nos proporcionou gargalhadas muito mais gostosas do que o sorriso amarelo que apenas Fiuk conseguiu colocar no rosto de Tatá Werneck. Como diz a famosa frase de um autor desconhecido: "Se não sabe brincar, não desce pro play".

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos