Fim do grupo? Entenda a treta da girl band de k-pop LOONA

LOONA em show em Seoul, na Coreia do Sul
LOONA em show em Seoul, na Coreia do Sul. Foto: The Chosunilbo JNS/Imazins via Getty Images

Resumo da notícia:

  • Membro do LOONA foi expulsa por "abuso de poder" contra funcionários

  • Boatos diziam que integrantes do grupo de k-pop quiseram suspender contrato com gravadora

  • A BlockBerry Creative negou que elas irão encerrar os trabalhos

A saída de uma das integrantes do grupo de k-pop LOONA gerou boatos sobre crise na girl band sul-coreana com suposta rescisão de contrato.

Isso porque a gravadora BlockBerry Creative anunciou que a cantora Chuu foi expulsa da banda por "abuso de poder" contra membros da equipe e isso teria deixado as outras integrantes insatisfeitas.

Expulsão de Chuu

"Recentemente, houve relatos de abuso de poder, incluindo abuso verbal, por parte de Chuu contra funcionários da empresa. A investigação confirmou a veracidade desses relatórios. A liderança da empresa está se desculpando e oferecendo consolo à equipe e a empresa decidiu assumir a responsabilidade expulsando Chuu do Loona", diz o comunicado de expulsão da artista, emitido na última semana.

Nas redes sociais, fãs defendem Chuu, nome artístico de Jiwoo, ao alegarem que ela lutava por melhores condições para o grupo pelos rumores de que BlockBerry Creative não pagava as garotas corretamente.

"Abuso de poder, isso é muito engraçado. Mesmo quando era cansativo para Jiwoo, ela era alguém que se preocupava caso os funcionários não fossem pagos. Uma vez, fiquei frustrado e disse: "ei, Jiwoo, preocupe-se primeiro com você!" e ela disse que, tendo passado por isso e sabendo o quão difícil é, ela não suportaria ver isso. Todo mundo sabe que ela não teve os devidos cuidados. Independentemente disso, Jiwoo ficará bem, já que ela trata os outros tão bem", diz um tweet de fã-clube com mais de 85 mil curtidas.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Fim de contrato?

De acordo com a "JTBC Entertainment News", as integrantes HeeJin, HaSeul, YeoJin, Kim Lip, JinSoul, Choerry, Yves, Go Won e Olivia Hye apresentaram liminares para solicitar a suspensão de suas atividades e contratos exclusivos com a BlockBerry Creative. O que não inclui outras duas vocalistas do grupo, a Vivi e a HyunJin, o que poderia dificultar o processo.

As solicitações teriam sido motivadas por uma quebra de confiança com a gravadora, em meio à exposição de Chuu, a ponto de ser difícil continuarem sendo administradas com a agência. No entanto, o portal "Soompi" diz que a BlockBerry Creative negou que os pedidos sejam verdadeiros.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Sobre LOONA

Formado oficialmente em agosto de 2018, o LOONA iniciou como um grupo sul-coreano de k-pop composto por 12 integrantes entre 20 e 25 anos - antes da expulsão de Chuu neste mês.

HeeJin, HyunJin, HaSeul, YeoJin, ViVi, Kim Lip, JinSoul, Choerry, Yves, Go Won, Olivia Hye e Chuu lançaram 12 álbuns individuais como apresentação de cada vocalista de 2016 até 2018 como pré-estreia do grupo agenciado pela BlockBerry Creative.

Após as divulgações solo, o LOONA lançou 7 EPs em conjunto ao longo dos últimos anos e é conhecido por singles como "Why Not?", "Heart Attack" e "Hi High".