Filme sobre grupo de música antiga revela traços menos 'Game of Thrones'

THALES DE MENEZES

FOLHAPRESS - "A Música do Tempo" é um documentário que leva o espectador a uma viagem temporal intensa. Fala da trajetória de mais de 30 anos do grupo Música Antiga, da Universidade Federal Fluminense, e nessa proposta investiga e reproduz sons da Renascença e da Idade Média.

Música Antiga da UFF é um quinteto de instrumentistas que foi contratado pela universidade em 1984. No começo um grupo de sopros, sua residência permanente na instituição proporcionou aos integrantes condições para pesquisar sons medievais.

Mais do que a música, eles foram buscar em registros históricos os instrumentos da época e relatos de como seriam as performances dos artistas no período. Escutar as conversas entre os músicos distribuídas pelo documentário é ouvir nomes de instrumentos como "viola de gamba" ou "vièle". Esse "arsenal" do grupo é composto por belíssimos ancestrais dos modernos violões, violinos e flautas.

Com instrumentos pouco conhecidos, o quinteto precisou pesquisar e entender seu funcionamento.

Assim, Marcio Paes Selles, Lenora Mendes, Leandro Mendes, Mario Orlando e Virginia van der Linden acabam se revezando nesses instrumentos.

A estrutura do documentário é ágil. Registra um concerto do grupo, inserindo entre as músicas muitas conversas e depoimentos dos músicos. Os cinco já estavam na formação do Música Antiga em 1984. Eles recordam que a contratação pela UFF uniu dois pontos favoráveis: estabilidade para viver de música e chance de pesquisar.

O entrosamento íntimo e carinhoso dos músicos é evidente na narrativa. Além de mais de três décadas unidos no grupo, há laços anteriores muito fortes. Lenora é mulher de Marcio e irmã de Leandro. E todos se conheciam antes do ingresso na UFF.

A música que produzem remete a filmes de época com cavaleiros e castelos. Traz ao público uma Idade Média diferente das características do período na Alemanha e na Inglaterra. Como Lenora comenta, é menos "Game of Thrones", o foco é uma trilha sonora da vida medieval na península Ibérica. Uma música ancestral das raízes portuguesas do Brasil.

A música do concerto é encantadora e os instrumentistas falam com tanto fervor de seu trabalho que parecem jovens entusiasmados, como se não tivessem mais de 30 anos nessa viagem de sons antigos.

Dirigido por João Velho, "A Música do Tempo", como os sons que resgata, não é um produto pop. Mas atrai demais quem busca excelência musical e um mergulho na história.

A MÚSICA DO TEMPO

PRODUÇÃO Brasil, 2018

DIREÇÃO João Velho

ELENCO Marcio Paes Selles, Lenora Mendes, Leandro Mendes, Mario Orlando e Virginia van der Linden

QUANDO Estreia nesta quinta (12)

AVALIAÇÃO Muito bom