Filme do musical 'Hamilton' é excluído do Oscar em decisão controversa, diz site

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A versão filmada do musical "Hamilton", um dos maiores sucessos da plataforma Disney+ em 2020, vai ficar de fora do Oscar deste ano. Mesmo estando apto a concorrer em outras premiações do cinema, como o Globo de Ouro e o SAG Awards, a gravação do espetáculo foi desqualificada pela Academia, segundo reportagem do site The Hollywood Reporter. Desde o ano passado, "Hamilton" teve sua elegibilidade questionada por reproduzir um compilado de apresentações da peça da Broadway. Segundo alguns, a produção seria incompatível com uma regra de 1997 válida para curtas e documentários, que descarta "trabalhos que sejam essencialmente registros de performance". No entanto, conforme o site apurou, o Comitê de Regras e Prêmios da Academia optou por excluir o filme da lista de indicados lembrando outra regra que diz que "o comitê avaliará todas as questões de regras e elegibilidade". Segundo a reportagem, a decisão é controversa e não há no livro de regras do Oscar uma diretriz clara para embasar a desqualificação. Além de não se tratar de um documentário, produções filmadas de forma semelhante a "Hamilton" já concorreram ao Oscar em edições passadas, como "Um Homem na Caixa de Vidro", de 1975, "Othello", de 1965, e "Give 'Em Hell, Harry", de 1974. Nem mesmo o fato de ter sido lançado no streaming poderia ser argumentado, já que, neste ano, a premiação optou por considerar os filmes que foram lançados direto nas plataformas. Já nas outras premiações, "Hamilton" permanece elegível. No Globo de Ouro, a produção é cotada para concorrer ao prêmio de melhor filme de comédia ou musical, e também de melhor ator, com Lin-Manuel Miranda e Leslie Odom Jr. No SAG Awards, a produção compete na categoria "filmes para TV", podendo aparecer nas indicações para melhor ator ou atriz.