Filme de Han Solo decepciona nas bilheterias e coloca em xeque derivados 'Star Wars'

(Imagem: divulgação Disney)

Será que os fãs de ‘Star Wars’ estão mesmo dispostos a ver todo ano um filme diferente da franquia estreando nos cinemas? A dúvida paira em Hollywood neste momento, depois de ‘Han Solo’ ter uma estreia aquém das expectativas em relação aos números arrecadados nas bilheterias.

A Disney e a LucasFilm, estúdios por trás do longa, esperavam que a aventura do herói chegasse a US$ 140 milhões na América do Norte no primeiro final de semana. Mesmo sendo feriado por lá nesta segunda-feira, a estimativa é que o total desde a estreia, na sexta, até a noite de hoje fique em US$ 101 milhões.

Apesar de não ser um valor desprezível, fica bem abaixo do primeiro derivado ‘Rogue One – Uma História Star Wars’, que alcançou US$ 155 milhões em seu primeiro final de semana quando foi lançado, em dezembro de 2016. Já ‘Star Wars – Os Últimos Jedi’, oitavo capítulo da saga iniciada em 1977, alcançou US$ 220 milhões no primeiro final de semana, em dezembro de 2017.

“Há um sentimento crescente entre os fãs de que estes filmes estão sendo lançados com frequência um pouco exagerada”, declarou Steve Sansweet, presidente de um museu dedicado à franquia nos EUA, em matéria publicada nesta segunda-feira pelo New York Times.

Esta percepção deve acender uma luz amarela nos produtores, que já planejavam filmes solos de personagens como Obi-Wan Kenobi, Lando Calrissian e Boba Fett. Além destes, foi confirmada uma nova trilogia depois do ainda inédito episódio IX de ‘Star Wars’ (a ser lançado em 2019), que irá focar nos heróis e vilões surgidos a partir de ‘O Despertar da Força’ (2015).

O aumento dos filmes com a marca ‘Star Wars’ é uma consequência direta da compra dos direitos da Lucasfilm pela Disney, em 2012.