Filme de Bob Cuspe, personagem de Angeli, leva prêmio em Annecy

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O filme "Bob Cuspe - Nós Não Gostamos de Gente", de Cesar Cabral e inspirado no personagem de Angeli, ganhou neste sábado (19) o prêmio da mostra Contrechamp do Festival de Annecy, o mais importante dedicado à animação no mundo.

Feito em stop-motion, "Bob Cuspe" mistura ficção com documentário ao apresentar para o público um boneco de Angeli. Ele fala sobre a vontade de matar o punk esverdeado que dá nome à obra, e que logo é posto em cena, habitando um mundo pós-apocalíptico --a própria imaginação do cartunista deste jornal.

Além da seleção oficial, assim como acontece no Festival de Cannes, o festival da cidade do leste francês, próxima à Suíça, tem uma mostra paralela e competitiva chamada Contrechamp (contracampo), que a partir de 2019 substituiu a categoria de longas-metragens de animação fora de competição. Há um júri para esta nova categoria que escolhe os vencedores.

O festival entregou ainda, neste sábado, outros 30 prêmios, incluindo prêmios para curtas-metragens, produções para televisão, filmes comissionados, produções de conclusão de curso de estudantes e filmes em realidade virtual, além de especiais dados pelo YouTube, pela prefeitura da cidade, por críticos e pelo público jovem.

O Prêmio do Júri para Longa Metragem da seleção oficial foi para "Minha Família Afegã", uma coprodução França, República Tcheca e Eslováquia. O prêmio Cristal para Longa Metragem, o principal do festival, ficou com "Flee", uma coprodução Dinamarca, França, Noruega e Suécia, sobre um professor universitário gay afegão que emigrou quando criança para a Dinamarca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos